PARTIDO VERDE COBRA AO TCU AÇÃO CONTRA LIBERAÇÃO DE RESORT EM ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL EM PRAIA DO FORTE

PARTIDO VERDE COBRA AO TCU AÇÃO CONTRA LIBERAÇÃO DE RESORT EM ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL EM PRAIA DO FORTE

A bancada do Partido Verde na Câmara dos Deputados divulgou, que enviou um ofício ao Tribunal de Contas da União e ao Ministério Público Federal solicitando providências em relação ao cancelamento de uma multa ambiental de R$ 7,5 milhões e da liberação para construção de resort de luxo, na Praia do Forte, em uma região conhecida pela procriação de tartarugas marinhas.

Segundo informações divulgadas na manhã de ontem (19), o superintendente do Ibama na Bahia, Rodrigo Santos Alves, teria cancelado determinações de sua própria equipe técnica e liberado as obras do empreendimento. A multa milionária havia sido aplicada pelos técnicos do Ibama contra o hotel, por causa da construção, pelo Tivoli Ecoresort, de um muro na praia que afetaria a procriação das tartarugas marinhas.

No documento, assinado pelos deputados Célio Studart (PV/CE) e Israel Batista (PV/DF), consta que Rodrigo Santos Alves, nomeado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é sócio de uma empresa imobiliária, que atua na oferta de imóveis de luxo no litoral. A relação gera conflitos de interesses entre a preservação ambiental e os interesses da especulação imobiliária.

Foto : Divulgação/Tivoli Ecoresort