FÁBRICA DE EMBALAGENS DEVE INVESTIR R$ 2,2 MI EM LAURO

FÁBRICA DE EMBALAGENS DEVE INVESTIR R$ 2,2 MI EM LAURO

A Central das Embalagens deve investir até R$ 2,2 milhões na ampliação de sua unidade industrial, no município baiano de Lauro de Freitas. A empresa é  destinada à fabricação de sacos valvulados, sacos convencionais, sacos industriais, filmes e bobinas. A previsão é de que sejam gerados até 18 novos postos de trabalho e mais 72 empregos indiretos, além de manter os 38 já existentes. O protocolo de intenções com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), foi assinado nessa quinta-feira (19).

“Os sacos convencionais produzidos pela empresa, servem para cereais, grãos e diversos. Já as bobinas técnicas são utilizadas em produtos industriais, cereais, tintas, leite, dentre outros. Esses produtos atendem os mercados de gelo, argamassa, minerais, fertilizantes, petroquímicos e outros mercados menores e fortalecem toda a cadeia produtiva do estado”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

A capacidade de produção atual é de 900 mil Kg por ano e, com a ampliação, a empresa terá o incremento de até 500 mil kg/ano. Segundo o sócio da unidade, Nelson Cursino, as novas instalações próprias, mais amplas e mais eficazes, fazem parte do projeto de ampliação. “Temos a certeza que vamos contribuir fortemente para o desenvolvimento local da região de Caji, Itinga e Parque São Paulo, com a geração de novos empregos e renda para o município de Lauro de Freitas e, consequentemente, para o Estado da Bahia. Atualmente, nossos principais clientes são a Braskem, Unigel, Ipcnor, Eteno, Deil Fertilizantes, Fortlev e Produmaster”, diz o empresário.

Foto: divulgação