GIULIA BE DIZ QUE SEU NAMORO NÃO RESISTIU AOS RUMORES SOBRE LUAN SANTANA

GIULIA BE DIZ QUE SEU NAMORO NÃO RESISTIU AOS RUMORES SOBRE LUAN SANTANA

Giulia Be, 21, se tornou alvo de críticas e especulações desde que lançou sua parceria com o sertanejo Luan Santana, 29, a música romântica “Inesquecível”. A aproximação dos artistas lhe rendeu comentários negativos, que a apontaram como pivô da separação do cantor com Jade Magalhães.

Após uma intensa movimentação nesta quinta (19) – a ex-noiva do sertanejo deixou curtidas suspeitas em posts que afirmavam o romance de Luan e Giulia, e o cantor por sua vez negou em um deles –, Giulia Be fez uma carta a aberta sobre o assunto, a pedido dos fãs, em seus Stories no Instagram.

A cantora que ficou conhecida em 2019 com o sucesso da música “Menina solta” afirmou que por conta dos rumores, seu namoro com o modelo Eduardo Chady chegou ao fim. “Não cabe a mim, comentar o relacionamento de outras pessoas. O meu namoro não aguentou a tudo isso, terminei tem algumas semanas, pois acho que a pessoa que a gente escolha amar não merece toda essa destilação de ódio. Toda essa criação e especulação abalando algo que era para estar sendo vivido a dois, eu escolhi essa vida, ele não.”

Giulia também reforçou dizendo que nunca existiu traição e “talaricagem”. Ela e Luan se tornaram apenas bons amigos e companheiros profissionais. “Fiz um trabalho com Luan, sendo esse o primeiro feat [parceria] da minha carreira. Fiquei muito animada, muito feliz por estar num projeto com um artista que sempre admirei, que provou além do seu talento ser também um ser humano incrível”, disse a cantora.

No mesmo dia, a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, havia publicado um texto afirmando que os dois estavam namorando e, portanto, Giulia conheceu os “sogros”, pais do Luan.  A artista confirmou a informação, porém em outro contexto. Ela disse que chegou a conhecê-los, mas diferentemente do que foi falado, em um ambiente de trabalho. “Assim como ele conheceu os meus, há meses. Criamos uma admiração mútua e uma amizade.”

Ainda em sua carta, a voz de “Se essa vida fosse um filme” comentou que sua fé chegou a se despedaçar com tantas críticas e comentários maldosos sobre ela. “Me vi tendo medo de seguir trabalhando ela [a música ‘Inesquecível’] por receio do que iriam pensar, medo de criar um vínculo maior com alguém por conta do que iriam falar e quem isso poderia machucar”, escreveu.

Por fim, Giulia Be pediu para que o rumo da conversasse fosse outro e refletiu: “Que tal uma análise de todas as problemáticas sociológicas que se escondem por trás de toda história que tantas vezes o Brasil vê se repetindo? só mudam os nomes (…) Mulheres, parem de botar uma contra outra. Parem de aceitar as narrativas machistas que lhes vão impondo. Eu sei que é difícil, sei que a gente foi criada assim.”

Foto: Divulgação