DUAS EMBARCAÇÕES SERÃO AFUNDADAS PARA PARQUE MARINHO

DUAS EMBARCAÇÕES SERÃO AFUNDADAS PARA PARQUE MARINHO

No próximo sábado (21) duas embarcações – o ferry Agenor Gordilho e o rebocador Vega – serão afundadas na Baía de Todos-os-Santos, a uma distância de 1 km da costa em área litorânea entre o Yacht Clube da Bahia e o Corredor da Vitória. Ambas descerão a uma profundidade de 28 metros. A ação é o começo para um parque marinho em Salvador.

De acordo com o secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco, uma vez no fundo do mar, as embarcações formarão um novo ecossistema, com recifes artificiais e vida marinha, o que deve levar cerca de um ano. A tendência confirma um pleito do titular do órgão que, ao assumir, em fevereiro de 2019, já havia comentando que uma das metas era fomentar o turismo de mergulho no estado aproveitando as potencialidades da Baía.

Segundo levantamento do Tribuna, o procedimento deveria ter ocorrido no dia 19 de outubro do ano passado, mas precisou ser adiado. A expectativa, agora, é a de que o afundamento dure entre 1h e 1h30. A operação, considerada complexa, será comandada pela EngeSub – empresa que presta serviços subaquáticos –, pelo centro de mergulho SharkDive, pela Marinha do Brasil e pelo Governo da Bahia. Franco cita que a criação do parque marinho de atrair cerca de 300% a mais de pessoas adeptas da exploração submarina para a Baía – anualmente, 350 praticantes aproveitam às águas da região para praticar o esporte.
Segundo a Setur, estudos prévios de localização e de impactos ambientais foram realizados. Além disso, óleos e combustíveis da embarcação foram removidos para atender às especificações ambientais, assim como a retirada de peças que oferecessem riscos aos mergulhadores.

Construído na década de 1970 em Porto Alegre, o ferry Agenor Gordilho fez sua viagem inaugural no Sistema Ferry Boat no dia 5 de dezembro de 1972, realizando a travessia entre Salvador e Itaparica durante 45 anos, até o final de 2017. A embarcação tem 71 metros de comprimento e 19 de altura. quando em operação, tinha 282 toneladas e possuía, de início, dois motores diesel Burmeister, cuja potência era de 1.428 bhp e atingia a velocidade de 12,5 nós – pouco mais de 23 km/h. A capacidade era para 305 passageiros e 32 veículos.

Foto: Reprodução