JUSTIÇA NEGA PRISÃO DOMICILIAR PARA CRISTIANE BRASIL

JUSTIÇA NEGA PRISÃO DOMICILIAR PARA CRISTIANE BRASIL

A Justiça do Rio de Janeiro negou, nessa sexta-feira (09), pedidos de prisão domiciliar feitos pela ex-vereadora e ex-deputada Cristiane Brasil (PTB) e pelo empresário Flávio Chadud. Os dois foram presos na segunda fase da Operação Catarata, em setembro, por supostos desvios nos contratos de assistência social, entre 2013 e 2018, que pode ter desviado R$ 30 milhões dos cofres públicos.

Segundo o G1, em seus pedidos, Cristiane e Flávio alegavam fazer parte do grupo de risco para Covid-19, mas, segundo a Justiça, não conseguiram comprovar.

Conforme a juíza Simone de Faria Ferraz, os advogados de Cristiane sustentaram que a ex-deputada “sofre de ‘transtorno misto depressivo ansioso’, fazendo uso de medicamentos” e “em acompanhamento médico-psiquiátrico desde fevereiro de 2018”.

Simone pontuou, no caso de Cristiane, que “não foi juntado aos autos qualquer relatório médico indicando se tratar de enfermidade crônica que integre grupo de risco para Covid-19”.

 

Foto: Reprodução/Facebook