LIMINAR BLOQUEIA R$ 4,5 MI DE DESMATADOR DA AMAZÔNIA EM MG

LIMINAR BLOQUEIA R$ 4,5 MI DE DESMATADOR DA AMAZÔNIA EM MG

Acusado de desmatar a Amazônia, o dono de uma fazenda em Colniza (MT) teve R$ 4,5 milhões em bens bloqueados pela Justiça. A informação foi divulgada pela Advocacia Geral da União (AGU). O fazendeiro é acusado de desmatamento, por destruir 204,8 hectares de floresta.

A ação civil pública faz parte da segunda fase de processos ajuizados pela Equipe da Força-Tarefa contra desmatadores da Amazônia Legal. A infração ambiental foi descoberta em 2016.

Segundo o Ibama, durante uma ação de fiscalização, o próprio dono das terras confirmou a infração ambiental, tendo afirmando que não teria licença nem autorização para a retirada da vegetação. No entanto, mesmo após a multa de R$ 1 milhão ser aplicada e o Ibama ter embargado a área, o acusado continuou a devastar.

“O processo foi bem instruído, contém informações do processo administrativo do Ibama, relatórios de vistoria, imagens de satélites, inclusive, imagens atualizadas para demonstrar que o dano ainda persiste”, destaca o Procurador Federal, Fernando Walker da Silva Aguiar.

 

 

Foto: PAULO WHITAKER / Agência O Globo