PIVETTI LAMENTA SEGUNDO TEMPO DO VITÓRIA

PIVETTI LAMENTA SEGUNDO TEMPO DO VITÓRIA

O Vitória foi derrotado pelo Cruzeiro, no Mineirão, por 1×0, na noite da última sexta-feira (11). O único gol da partida foi marcado por Régis, aos 30 minutos do segundo tempo, depois de um momento de muita pressão da Raposa. Com o resultado, o rubro-negro segue sem conseguir ganhar fora de casa e perdeu a chance de colar no G4 da Série B. Técnico do Leão, Bruno Pivetti avaliou o desempenho do time e lamentou as falhas, principalmente da etapa final.

“Nesse jogo, tivemos dois tempos distintos. O primeiro, nós conseguimos efetuar aquilo que a gente vinha tendo em termos de organização da nossa equipe, tanto em relação à questão ofensiva quanto defensiva. Produzimos relativamente bem, conseguimos anular bem a equipe do Cruzeiro, do ponto de vista defensivo. E do ponto de vista ofensivo, criamos boas oportunidades, tivemos uma boa chegada no gol do Cruzeiro. Agora o segundo tempo, nós não conseguimos impor nosso nível de organização. Tentamos jogar, tivemos muitos erros de saída de bola, que provocaram contra-ataques do adversário, e acabou se tornando um jogo de muita transição. Até tivemos a criação de algumas oportunidades, mas não foram suficientes para conquistar o empate ou a vitória”, disse Pivetti.

Para o treinador, o problema do segundo tempo foi a queda no nível de organização do Vitória. A etapa teve ótimas chances seguidas do Cruzeiro, incluindo um chute de primeira de Maurício, que foi em cima de Arthur Caíke, e uma tentativa de Airton e de Thiago, no rebote. “Não conseguimos manter o mesmo nível de organização do ponto de vista ofensivo, tivemos alguns erros, falhas, que provocaram contra-ataques do adversário. Sabíamos da qualidade que o Cruzeiro tem, principamente do ponto de vista individual. Mas agora é olhar para frente, focar todos os nossos esforços no jogo em Caxias [contra o Juventude], para que nós possamos oscilar menos durante a partida”, comentou Pivetti.

O Vitória agora soma, como visitante, três empates e duas derrotas. Mas o treinador garante: o triunfo longe do Barradão, em breve, vai chegar. “Nós procuramos realizar um nível de organização tanto dentro quanto fora de casa. Ainda não veio a vitória fora de casa, nós temos que seguir convictos e confiantes na nossa ideia, tanto dentro quanto fora, que a vitória vai surgir naturalmente”. Na próxima rodada, o Leão vai encarar o Juventude. A partida está marcada para segunda-feira (14), às 20h, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, no interior gaúcho. Thiago Carleto, que levou o terceiro cartão amarelo, é desfalque. Por outro lado, o treinador terá os retornos de Marcelinho e Jordy, que cumpriram suspensão.

O comandante ainda está na expectativa de poder contar com os atacantes Vico e Léo Ceará. A dupla foi punida pelo STJD, mas o Vitória entrou com o pedido de efeito suspensivo. “Ficamos na expectativa do Léo Ceará e de Vico, tomara que possam jogar na segunda-feira (14). Em relação ao Marcelo e Jordy, serão esforços importantes que teremos no nosso elenco. Infelizmente, perdemos Carleto, mas vamos com plantel forte para poder fazer um belo jogo contra o Juventude”.

Foto: divulgação