MAIA MANTÉM TETO DE GASTOS ATÉ FEVEREIRO

MAIA MANTÉM TETO DE GASTOS ATÉ FEVEREIRO

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu hoje (30) a manutenção do teto de gastos até fevereiro de 2021. Para Maia, no momento de pós-pandemia haverá uma “brutal pressão para desfazer o teto de gastos” e viabilizar propostas como a renda básica permanente e a desoneração da folha de pagamento. Maia ainda chamou de “jeitinho” a criação de um novo imposto para bancar a desoneração das folhas de pagamento das empresas.

“A Câmara dos deputados não vai votar nenhuma flexibilização do teto de gastos até 1º de fevereiro”, disse Maia em videoconferência com empresários do setor industrial promovido pelo jornal Folha de S. Paulo.