COVID-19: SECRETÁRIO APONTA ESTABILIDADE APÓS BAHIA SUPERAR MIL MORTES

COVID-19: SECRETÁRIO APONTA ESTABILIDADE APÓS BAHIA SUPERAR MIL MORTES

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, aponta que o estado chegou a uma estabilidade na taxa de letalidade provocada pela covid-19. Em boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesab), na noite de ontem (11), o estado registrou 1.013 óbitos em decorrência da doença.

Segundo a Sesab, a Bahia registra uma curva de novas mortes descendente desde o fim de maio. Porém, o gráfico pode sofrer alterações nos próximos dias, já que existe a possibilidade de notificações tardias, ou seja, óbitos que são relatados dias ou semanas após ocorridos.

Vilas-Boas também afirmou que projeções mais alarmantes, que assinalam o risco do estado chegar a cinco mil mortes até agosto, não correspondem com a realidade, já que a Bahia também alcançou uma estabilidade na taxa de transmissão, com índice abaixo de 4,5%.

“O número é exagerado em função de não levar em conta a queda progressiva na taxa de transmissão que nós temos observado na Bahia. Inicialmente começamos com 30%, a gente se recorda, passamos um tempão com 15%, com 12%, com 11%, com 10%. Hoje estamos de forma sustentada com números abaixo de 4,5%. Já temos 16 dias em que o número de óbitos por dia na Bahia está estabilizado. Existe um platô no número de óbitos. O número total de óbitos sobe, evidentemente, por ser cumulativo, mas o número de óbitos por dia, que nos permite ter uma ideia do agravamento da situação, está estabilizado”, explica.

“O número global de casos vem crescendo, mas o número de óbitos novos por dia vem se mantendo. Consequentemente, a taxa de letalidade vem se mantendo ou caindo. Isso é facilmente perceptível por diversos gráficos que temos demonstrado todos os dias”, disse o secretário, conforme informações do G1.

 

Foto: Mateus Pereira/GOVBA