COVID-19: COMITÊ APONTA QUE PICO NÃO FOI ATINGIDO NO NORDESTE E RECOMENDA MANUTENÇÃO DO ISOLAMENTO NA BAHIA

COVID-19: COMITÊ APONTA QUE PICO NÃO FOI ATINGIDO NO NORDESTE E RECOMENDA MANUTENÇÃO DO ISOLAMENTO NA BAHIA

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste publicou um boletim na segunda-feira (1º) favorável a manutenção das medidas de isolamento social nos estados participantes, inclusive na Bahia. Apesar disto, o Comitê não acha necessário, até o momento, a implementação de lockdown total.

O documento aponta que “o relaxamento das medidas em 1º de junho poderá acarretar um aumento de 200 mil casos da doença e 7,5 mil óbitos adicionais no final do mês”. Com recorte para a Bahia, o documento afirma que, em comparação a análise anterior, a pandemia continua a evoluir e a capital baiana permanece no “limiar estabelecido pelo Comitê para a implementação do lockdown total”, considerando o crescimento de 117% no número de casos em duas semanas. O documento chama atenção também para a evolução da Covid-19 nas cidades de Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista e Juazeiro.

O Comitê Científico afirma no texto, que “tem clareza sobre as enormes dificuldades e os prejuízos econômicos causados aos estados, municípios e à sociedade como um todo pela manutenção de longos períodos de isolamento social. Os efeitos são ainda mais danosos para os trabalhadores de baixa renda dos setores de serviços não essenciais.”, pontua. E acrescenta: “Entretanto, este Comitê continua mantendo a posição de que ainda não é o momento propício de flexibilizar as medidas de isolamento social, uma vez que o pico da epidemia do Covid-19 não foi atingido em nenhum estado da região Nordeste”.

 

 

Foto: Shirley Stolze | Ag. A TARDE