MODELO APONTA QUE BAHIA ATINGIRÁ O PICO DA PANDEMIA EM MEADOS DE JUNHO, E ESPECIALISTA PREVÊ PARA JULHO O FIM DO ISOLAMENTO

MODELO APONTA QUE BAHIA ATINGIRÁ O PICO DA PANDEMIA EM MEADOS DE JUNHO, E ESPECIALISTA PREVÊ PARA JULHO O FIM DO ISOLAMENTO

O Departamento de Estatística da Universidade Federal de Minas Gerais elaborou um modelo metodológico em que indica que o pico da pandemia na Bahia só se dará daqui a um mês, entre os dias 15 e 21 de junho quando estarão confirmados cerca de 63 mil caos de covid-19 na Bahia. Em 18 de junho a Bahia teria 651 casos confirmados de covid-19, o maior número até então, mas a partir daí o número de casos tenderia a cair, sendo cerca de 380 em julho e apenas 100 casos em meados de setembro.  O modelo indica que o estado só terá zerado o número de casos novos no final de outubro.

Como todo modelo os dados mudam diariamente e depende de variáveis como isolamento social, taxa de disseminação do contágio e outros.  O especialista em medicina do trabalho e estudioso das questões de informação em saúde, Paulo Reis, analisou o modelo e, em contato com o Bahia Econômica, considerou a situação da Bahia bem melhor que a de outros estados como Ceará e Pernambuco. “Creio que mantido o atual quadro, a Bahia já pode pensar em sair do isolamento, de forma gradual, a partir de meados de julho”, afirmou. O modelo da UFMG pode ser acessado aqui.