APÓS CORREÇÃO, PARCELAS DE SEGURO-DESEMPREGO CHEGAM A R$ 1,8 MIL

APÓS CORREÇÃO, PARCELAS DE SEGURO-DESEMPREGO CHEGAM A R$ 1,8 MIL

Desde a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019 divulgado na semana passada, os novos valores do seguro-desemprego, que ficou em 4,48%, estão em vigor. O valor máximo das parcelas passou a ser de R$ 1.813,03 desde o último dia 11, representando um aumento de R$ 77,74 em relação ao valor antigo. O seguro-desemprego será pago aos trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.666,29.

Os valores valem para os benefícios que ainda serão requeridos e também para os que já foram liberados, nesse caso, corrigindo as parcelas de acordo com o reajuste. O valor recebido pelo trabalhador demitido depende da média salarial dos últimos três meses anteriores à demissão. A parcela não pode ser inferior ao salário mínimo vigente (R$ 1.039). Na última quarta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro informou o reajuste do salário mínimo para R$ 1.045, o valor valerá partir de 1º de fevereiro.

 

Foto: Reprodução/Olhar Digital