segunda, 17 de junho de 2024
Euro 5.82 Dólar 5.4259

NOVO PRESIDENTE DA ARGENTINA QUER RELAÇÃO PRÓXIMA COM O BRASIL

Redação - 11/12/2019 08:52 - Atualizado 11/12/2019

A Argentina tem um novo presidente. Ao assumir o cargo nesta terça-feira, 10, em cerimônia no Congresso, Alberto Fernández prometeu uma reforma do sistema de Justiça e manifestou desejo de construir uma relação com o Brasil, apesar das diferenças ideológicas com o presidente Jair Bolsonaro. De acordo com ele, o país deve adotar uma diplomacia comercial “dinâmica”, “inovadora” e “plural” que fortaleça o Mercosul.

Fernández, eleito em novembro ao lado de Cristina Kirchner, que agora ocupa o cargo de vice-presidente, afirma que o governo de seu antecessor, Mauricio Macri, usou o aparato judicial para perseguir opositores. Cristina foi acusada de crimes de corrupção e formação de organização criminosa em nove processos. “Precisamos de cidadania na democracia”, disse Fernández. “Sem uma Justiça realmente independente do poder político, não há república nem democracia, somente um conjunto de juízes que passam a atuar para satisfazer os poderosos de turno e a castigar aqueles que o enfrentam”. O presidente afirma que Cristina é “vítima de ataques arbitrários” de juízes pressionados por Macri.

Fernández anunciou que enviará ao Congresso um projeto para reformar a Justiça e evitar perseguições políticas. O presidente também disse que revogará um decreto de Macri que tornava secreto o orçamento da Agência Federal de Inteligência. “Esses fundos serão usados para financiar o plano contra a fome”, disse

Com relação ao Brasil, principal parceiro comercial da Argentina, Fernández prometeu uma “agenda ambiciosa”. O País foi o único citado no trecho do discurso dedicado à política externa “Na área de tecnologia, da produção e da estratégia, que estarão respaldadas pela histórica irmandade de nossos povos, que vai além de qualquer diferença pessoal dos que governam e da conjuntura”, afirmou o presidente, em discurso acompanhado pelo vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão. “Vamos honrar e avançar juntos na construção de um futuro de progresso compartilhado. Vamos fortalecer o Mercosul e a integração regional.” (Estadão)

 

Foto: Reprodução/ Reuters

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.