terça, 18 de junho de 2024
Euro 5.82 Dólar 5.4259

RAQUEL QUER PARTE DO FUNDO DA LAVA JATO NO COMBATE ÀS QUEIMADAS

Redação - 26/08/2019 16:01 - Atualizado 26/08/2019

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu o uso de R$ 1,2 bilhão dos recursos do Fundo da Lava Jato para o combate às queimadas na região amazônica. Uma manifestação foi encaminhada ao supremo Tribunal Federal. No Fundo há R$ 2,5 bilhões e foi parar na Suprema Corte em março, depois de a Procuradoria-Geral da República (PGR) questionar o acordo fechado entre a Petrobras e a força-tarefa da Lava Jato no Paraná que estabeleceu, entre outros pontos, a criação de uma fundação para gerir parte da multa. O caso caiu com Alexandre de Moraes, que resolveu suspender o acordo entre a estatal e o Ministério Público paranaense.

Com isso, a procuradora quer que a maior parte dos recursos do Fundo da Lava Jato (R$ 1,3 bilhão) seja destinada à educação (com foco em educação, tecnologia e primeira infância) e o restante – R$ 1,2 bi – deve ter como destino o Ministério do Meio Ambiente.

A procuradora, que tenta ser reconduzida ao cargo por mais dois anos, também pediu a criação de um comitê com integrantes dos ministérios do Meio Ambiente, Agricultura, Defesa, Justiça, além do Incra, Ibama e do Ministério Público Federal e Poder Judiciário.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.