VAREJO AMPLIADO TEM VARIAÇÃO NEGATIVA NA COMPARAÇÃO COM ABRIL, MAS CRESCE FRENTE A MAIO DE 2018

VAREJO AMPLIADO TEM VARIAÇÃO NEGATIVA NA COMPARAÇÃO COM ABRIL, MAS CRESCE FRENTE A MAIO DE 2018

Em maio, na Bahia, o comércio varejista ampliado mostrou variação negativa (-0,1%) frente a abril (série com ajuste sazonal), mas teve alta nas vendas na comparação com maio de 2018 (4,6%). Ambos os resultados foram inferiores aos do varejo restrito no estado (1,2% e 5,2%) e ficaram abaixo das taxas nacionais, que foram de 0,2% e 6,4%, respectivamente. O varejo ampliado engloba, além do varejo restrito, as vendas de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, para as quais não se consegue separar claramente o que é varejo do que é atacado.

Na comparação com maio de 2018, as vendas desses dois segmentos voltaram a avançar, após dois meses em queda. O resultado dos veículos foi melhor (4,4%) que o dos materiais de construção (1,0%). Ainda assim ambos se mantêm negativos no acumulado no ano de 2019 (-4,1% e -3,0%, respectivamente). Assim, as vendas do varejo ampliado baiano seguem em queda no acumulado em 2019 (-0,3%), embora ainda sustentem uma leve variação positiva nos 12 meses encerrados em maio (0,1%). Ambos os resultados são bem piores que os do país como um todo (3,3% e 3,8% respectivamente).