EM JUNHO, IBGE MANTÉM PREVISÃO DE SAFRA 14,8% MENOR QUE A DE 2018 NA BAHIA

EM JUNHO, IBGE MANTÉM PREVISÃO DE SAFRA 14,8% MENOR QUE A DE 2018 NA BAHIA

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a sexta estimativa para a safra baiana de cereais, leguminosas e oleaginosas (também conhecidos como grãos) em 2019 se manteve, em junho, em 7.942.240 toneladas. Ficou idêntica à de maio, sustentando a previsão de queda (-14,8%) em relação à safra recorde de 2018 (9.323.119 toneladas). De maio para junho, não houve alteração na estimativa de nenhum dos grãos investigados no estado. Para o Brasil como um todo, em junho, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2019 foi estimada em 236,0 milhões de toneladas, 4,2% superior à safra de 2018 (mais 9,5 milhões de toneladas) e 0,6% acima da estimativa divulgada em maio (mais 1,3 milhão de toneladas). As informações são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado mensalmente pelo IBGE. O grupo de cereais, leguminosas e oleaginosas (grãos) engloba os seguintes produtos: arroz, milho, aveia, centeio, cevada, sorgo, trigo, triticale, amendoim, feijão, caroço de algodão, mamona, soja e girassol. A partir das informações da estimativa de junho, a Bahia mantém sua participação de 3,4% na produção nacional de grãos em 2019, a 8ª maior contribuição. Mato Grosso continua na liderança, respondendo por 27,3% do total nacional, seguido por Paraná (15,8%) e Rio Grande do Sul (14,6%).