MINISTRO CITA ‘ONDAS DE FRACASSO’ NO FUNDAMENTAL E MÉDIO

MINISTRO CITA 'ONDAS DE FRACASSO' NO FUNDAMENTAL E MÉDIO

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça (14) a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para que ele preste esclarecimentos ao plenário nesta quarta (15) sobre bloqueios no orçamento do setor.
Por se tratar de convocação, Weintraub é obrigado a comparecer, sob pena de incorrer em crime de responsabilidade na hipótese de ausência “sem justificação adequada”, conforme prevê a Constituição.

O ministro abriu seu discurso no plenário da Câmara nesta quarta-feira, 15, falando sobre “ondas de fracasso” nos ensinos fundamental e médio. Ele disse que esta fase do ensino é um dos principais “pontos fracos do Brasil” atualmente e que há uma grande disparidade entre as escolas públicas e privadas.

Tomando por base uma apresentação de slides em Power Point, o ministro defendeu que a abordagem da Educação no Brasil deve ser “técnica” e “científica”, baseada em números, e não ideológica.

“A forma como estamos educando as crianças atualmente, sem creche, educação básica, é isso que aumenta a disparidade no País e isso é uma das coisas que precisamos focar para mudar a realidade desta nação”, disse aos parlamentares.

De acordo com ele, a pasta pretende rediscutir as metas da Política Nacional de Alfabetização, mas não deu detalhes do que será modificado. “O objetivo é que as pessoas saiam da escola preparadas para a vida e isso não está acontecendo”, disse.

Weintraub também explicou que o Brasil tem um baixíssimo índice de ensino técnico, o que dificulta a profissionalização dos jovens e defendeu que o país invista neste setor da educação.