SETOR DE COMUNICAÇÃO CAI 7% E PUXA SERVIÇOS DA BAHIA PARA BAIXO

SETOR DE COMUNICAÇÃO CAI 7% E PUXA SERVIÇOS DA BAHIA PARA BAIXO

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os serviços de informação e comunicação foram o único segmento com recuo (-7,0%).  A variação positiva no volume do setor de serviços baiano em março frente ao mesmo mês de 2018 (0,4%) foi resultado dos desempenhos positivos de quatro das cinco atividades investigadas. Com a 22ª queda consecutiva no estado (cai desde julho de 2017).

Por outro lado, apresentando o maior crescimento (9,3%), os serviços prestados às famílias deram a principal contribuição positiva ao setor como um todo. Esse grupo de atividades voltou a ter alta depois de dois recuos consecutivos, por isso ainda está em queda no acumulado no primeiro trimestre de 2019 (-0,9%).

Os outros serviços tiveram o segundo maior crescimento (3,2%) e o primeiro resultado positivo desde setembro de 2018. Já as atividades de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (1,6%) mantiveram-se em alta, ainda que num ritmo bem menor do que o registrado em fevereiro (10,0%). Esse segmento é o que tem maior peso na estrutura dos serviços baianos, por isso exerceu a segunda principal influência positiva no setor como um todo, em março.