MAGISTRADOS PODEM ESTAR ENVOLVIDOS EM SUPOSTO ESQUEMA DE GRILAGEM NO OESTE BAIANO

MAGISTRADOS PODEM ESTAR ENVOLVIDOS EM SUPOSTO ESQUEMA DE GRILAGEM NO OESTE BAIANO

A pedido da Comissão de Comissão de Agricultura e Pecuária da Câmara dos Deputados e da Advocacia Geral da União (AGU) a Polícia Federal  vai apurar um suposto esquema de grilagem de terras no oeste baiano. A investigação será executada diante de indicativo de participação de magistrados baianos e servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

O esquema é referente a grilagem de terras de uma área de mais de 300 mil hectares na região de Formosa do Rio Preto. Além disso, há uma disputa judicial que tramita no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que já pediu esclarecimentos sobre as denúncias de grilagem a Corregedoria do TJ-BA.