AHSEB CRITICA GESTÃO DO PLANSERV NA PARALISAÇÃO DOS ANESTESISTAS

AHSEB CRITICA GESTÃO DO PLANSERV NA PARALISAÇÃO DOS ANESTESISTAS

Por João paulo Almeida 

Em contato com o Bahia Econômica, o presidente da Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia, Mauro Adan, criticou a gestão do Planserv na Bahia que ocasionou na paralisação dos médicos anestesistas do estado. Segundo o presidente o Planserv realiza milhares de cirurgias por mês e esse trabalho está parado no estado.

“Nós da associação lamentamos muito que as coisas tenham chegado a esse ponto. Em julho de 2018 o Planserv recebeu uma carta com a data do fim do contrato com a instituição dos médicos anestesistas e durante todo processo até outubro quando o contrato venceu o Planserv se negou a negociar com a categoria, então nós lamentamos muito que a população tenha sofrido com essa questão”, disse Mauro.

O presidente também alega que a pauta reivindicada pelos médicos é justa. “Os anestesistas estão pedindo é apenas um reajuste de inflação. Então o Planserv não pode simplesmente se negar a negociar com as pessoas. Nós lamentamos a paralisação e esperamos que o problema seja resolvido rapidamente”, disse.

Em contato com o Bahia Econômica o Planserv afirmou que está preparando um material para divulgar em relação a paralisação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.