PLAYERS DA OVERWATCH LEAGUE SEASON 2 SÃO BANIDOS POR TOXICIDADE E ELOJOB

PLAYERS DA OVERWATCH LEAGUE SEASON 2 SÃO BANIDOS POR TOXICIDADE E ELOJOB

A Season 2 da Overwatch League ainda não começou, mas sete pro players de diferentes times já foram suspensos do torneio. A Blizzard Entertainment revelou na última sexta-feira (21) que os jogadores foram banidos por comportamento tóxico, elojob (account boosting) e compartilhamento de contas. Entre as punições estão a proibição de jogar por algumas rodadas da competição e aplicação de multa de US$ 1 mil (cerca de R$ 4 mil em conversão direta).

Entre os jogadores punidos, estão: Damon “Apply” Conti, da Florida Mayhem, suspenso por dois jogos por elojob; Kelsey “Colourhex” Birse, da Boston Uprising, também suspenso por elojob; Shilong “Krystal” Cai, da Hangzhou Spark, com punição de um jogo pela mesma razão; Se-Hyun “Neko” Park , da Toronto Defiant, suspenso por três jogos por venda de conta; Riku “Ripa” Toivanen, da Los Angeles Gladiators, suspenso por cinco jogos por conta de toxicidade; Won-Jae “Rise” Lee, da Guangzou Charge, multado em US$ 1 mil (R$ 4 mil) por compartilhamento de contas; e MinKi “Violet” Park, da San Francisco Shock, suspenso por dois jogos também por elojob.

Em publicação oficial, a Blizzard reiterou que os jogadores da Overwatch League devem possuir uma conduta profissional. A desenvolvedora também avisou que vai continuar verificando outras possíveis infrações de seus jogadores, suspendendo e multando aqueles que se portarem de forma inadequada dentro do jogo. A Overwatch League é a principal competição de Overwatch e vai começar a sua segunda temporada no dia 14 de fevereiro, com 20 equipes no total. A Season 2 da OWL também terá um atrativo maior para o Brasil em 2019: o jogador Renan “alemão” Moretto, ex-jogador da Brasil Gaming House (BGH) que foi contratado pela Boston Uprising, vai estrear no torneio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.