MEDALHÕES DA POLÍTICA BAIANA FICAM DE FORA DA LISTA DE ELEITOS

MEDALHÕES DA POLÍTICA BAIANA FICAM DE FORA DA LISTA DE ELEITOS

Sete medalhões da política baiana de ficaram fora da lista de eleitos no pleito deste ano. Destes, quatro integraram o governo do presidente Michel Temer (MDB). São eles: Antonio Imbassahy (PSDB), que foi ministro, Benito Gama (PTB), que foi vice-líder do governo, José Carlos Aleluia (DEM), que foi relator da Eletrobras e Lúcio Vieira Lima (MDB), que o irmão Geddel Vieira Lima (MDB) chegou chefe da Secretaria de Governo. Tia Eron também não foi reeleita. Ela não esteve no governo, mas o seu partido, o PRB, fazia parte da base de sustentação do Palácio do Planalto. Da oposição a Temer, Paulo Magalhães (PSD), que foi o deputado federal mais votado na eleição de 1998, e José Carlos Araújo (PR), que foi presidente do Conselho de Ética da Câmara na época que a Casa aprovou a cassação do mandato do ex-presidente Eduardo Cunha (MDB), também não conseguiram a recondução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.