FACHIN NEGA HABEAS CORPUS A ALDEMIR BENDINE

FACHIN NEGA HABEAS CORPUS A ALDEMIR BENDINE

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, negou hoje (29) pedido de habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, que pedia a revogação de sua prisão preventiva ou a substituição por medidas cautelares alternativas. De acordo com a defesa, a instrução do processo a que Bendine responde já foi encerrada e, por isso, ele não poderia mais influir na investigação. Porém, segundo o magistrado, a sentença reforça que os atos de lavagem teriam se desenvolvido até abril de 2017 e que a prisão preventiva foi decretada em julho do mesmo ano. “Assim, mesmo pelo mero critério cronológico, não se afigura caracterizada a ausência de contemporaneidade”, disse Fachin. Bendine teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, em julho do ano passado. Em março deste ano, Moro condenou Bendine a 11 anos de reclusão pela suposta prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.