LIDERANÇAS INDÍGENAS SÃO RECEBIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO

LIDERANÇAS INDÍGENAS SÃO RECEBIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO

Lideranças indígenas de várias etnias da Bahia participaram, nesta quarta-feira (22), de um encontro com o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, na sede do órgão central, para discutir os desdobramentos da reunião do Fórum de Educação Escolar Indígena da Bahia, realizado nestas terça e quarta-feira (21 e 22), no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador.

Durante o Fórum, que reúne diversas representações indígenas e é apoiado pela Secretaria da Educação, os participantes elaboram um documento sobre a criação e organização de demandas da Educação Escolar Indígena que foi recebido pelo secretário.

O professor indígena, Ibuí Pataxó, da Aldeia Barra Velha, do município de Porto Seguro, disse que o Fórum está há mais de 18 anos discutindo e contribuindo para a elaboração de políticas públicas referentes à Educação Escolar Indígena. Para ele, ter uma reunião na Secretaria, como um desdobramento das atividades, fortalece o papel do Fórum e legitima a sua representatividade.

“Estar com o secretário hoje é firmar o compromisso da Educação Escolar Indígena, pois viemos aqui a partir da discutição de uma pauta bem dialógica, e, diante disso, saímos satisfeitos porque houve uma entrega do secretário, que sentou conosco e dialogou. Acredito que a melhor parte é o diálogo com as comunidades indígenas e temos sentido este efeito de que as demandas estão sendo encaminhadas”, afirmou.

O secretário Walter Pinheiro disse que é preciso considerar as especificidades da Educação Escolar Indígena, de modo a respeitar a cultura, a identidade e as tradições dos povos indígenas. “Nossa principal preocupação vai no sentido de fortalecer o eixo pedagógico das escolas e ouvir professores e lideranças indígenas faz parte desta construção. Por isto, este documento é valioso para subsidiar a Secretaria no planejamento pedagógico, considerando as especificidades que a Educação Escolar Indígena requer”, afirmou.

A rede estadual de ensino tem, atualmente, 27 escolas estaduais indígenas, com 6.757 estudantes indígenas matriculados, de 130 comunidades, de 16 etnias/povos.

Foto: Gabriel Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.