TRIBUNAL DE CONTAS AUMENTA PUNIÇÃO A ENVOLVIDOS EM “PEDALADAS” NO GOVERNO DILMA

TRIBUNAL DE CONTAS AUMENTA PUNIÇÃO A ENVOLVIDOS EM “PEDALADAS” NO GOVERNO DILMA

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu hoje(8) aumentar a punição de envolvidos nas chamadas “pedaladas fiscais”, cometidas durante o governo Dilma. Conforme o entendimento do órgão, a prática consistiu em atrasos propositais em repasses obrigatórios a bancos públicos, o que fez com que as instituições financeiras terminassem indiretamente pagando por programas do governo.

Ao analisar o caso nesta quarta, o TCU aumentou de cinco para oito anos o tempo em que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega estará inabilitado a ocupar cargos de comissão e funções públicas de confiança. O tribunal ainda decidiu inabilitar o ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine, também ex-presidente da Petrobras.

Num processo que gerou uma intensa comoção social no país, a ex-presidente  Dilma sofreu impeachment, sob a acusação das  “pedaladas”. Na ocasião, ela e os ministros responsáveis pelos programas negaram a acusação e afirmaram que a perda do mandato de Dilma foi um “golpe”. Com informações do G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.