MERCADO REDUZ PREVISÃO DE ALTA DO PIB PARA 1,53% EM 2018

MERCADO REDUZ PREVISÃO DE ALTA DO PIB PARA 1,53% EM 2018

Os analistas do mercado financeiro voltaram a reduzir a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e elevaram a previsão de inflação para 2018. No “Focus”, divulgado nesta segunda-feira (9) pelo Banco Central, os economistas reduziram a previsão de crescimento da economia deste ano de 1,55% para 1,53%. Para 2019, a expectativa do mercado para expansão da economia se manteve em 2,50%. Para 2020 e para 2021 a previsão também é que a economia cresça 2,5%.

Pela oitava semana consecutiva os analistas do mercado financeiro elevaram a previsão de inflação para 2018, passando de 4,03% para 4,17%. Para 2019 os economistas mantiveram a previsão de inflação em 4,1% e em 4% para 2020 e 2021.

Os analistas do mercado financeiro também mantiveram em 6,50% ao ano a previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, ao final de 2018. Com isso, o mercado estima que a taxa de juros fique estável no atual patamar de 6,50% ao ano até o fechamento deste ano. Para o fim de 2019, a estimativa do mercado financeiro para a Selic continuou em 8% ao ano. Deste modo, os analistas seguem prevendo alta dos juros no ano que vem. Já para 2020 e 2021 a previsão é de manutenção da taxa em 8% ao ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.