EXPORTAÇÕES BAIANAS CRESCEM APENAS 0,3% EM ABRIL

EXPORTAÇÕES BAIANAS CRESCEM APENAS 0,3% EM ABRIL

Por: Luiz Souza

As exportações baianas tiveram leve alta de 0,3% em abril na comparação com o igual período do ano anterior, conforme divulgado hoje pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan). Ainda assim, o desempenho verificado no mês passado foi o melhor do ano, em termos financeiros, com movimentação de US$ 612,5 milhões.

O diretor de indicadores e estatísticas da SEI, Gustavo Pessoti, observa que concorreram para o resultado a retração dos volumes exportados de automóveis e do agregado química e petroquímica. No caso dos veículos, a questão pode ser explicada pelo agravamento do panorama econômico da Argentina, um dos principais mercados para os carros produzidos na Bahia. Quanto à química e petroquímica, a SEI informa que ainda seria cedo para afirmar os motivos da queda nas vendas externas, embora haja o mercado especule que as recentes dificuldades da Petrobras tenham colaborado para o quadro.

O desempenho das importações, por sua vez, contrariou o verificado nos meses anteriores, com crescimento de 41,7% em abril ante o igual período do ano passado, o que pode ser um indicativo tênue de retomada da atividade econômica. No quadrimestre, as exportações baianas alcançaram US$ 2,48 bilhões, com crescimento de 8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em abril, o volume embarcado (quantum) teve queda de 12,7%, ditado principalmente pelas reduções nos embarques de produtos químicos, soja e derivados de petróleo. O incremento registrado nas vendas no mês se deu pela elevação dos preços médios em 5,1%, valorização obtida principalmente dentre os segmentos de papel e celulose, metalúrgico, metais preciosos e de derivados de petróleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.