MP ABRE INQUÉRITO CONTRA ALCKMIN

MP ABRE INQUÉRITO CONTRA ALCKMIN

O Ministério Público de São Paulo abriu inquérito para apurar os repasses que Geraldo Alckmin recebeu do departamento de propinas da Odebrecht. Segundo a Folha de S. Paulo, ele é suspeito de improbidade administrativa. “A improbidade pode ser punida, por exemplo, com multa, suspensão dos direitos políticos, inelegibilidade e perda de cargo, emprego ou função pública.” O cunhado de Geraldo Alckmin e o secretário estadual Marcos Monteiro também serão investigados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.