DEFESA DE LULA DEVE RECORRER DE DECISÃO DE FACHIN QUE NEGOU RECLAMAÇÃO

DEFESA DE LULA DEVE RECORRER DE DECISÃO DE FACHIN QUE NEGOU RECLAMAÇÃO

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prepara um recurso contra a decisão do ministro Edson Fachin que, no sábado, 7, rejeitou a reclamação em que os advogados tentavam impedir a prisão do líder petista. O pedido será pela revogação da ordem de prisão, cumprida no sábado. O agravo – nome técnico do recurso – deve ser apresentado até esta terça-feira, 10, ao Supremo, segundo um advogado do ex-presidente.

No recurso, os advogados insistirão que a ordem de prisão contra Lula foi ilegal porque foi proferida enquanto ainda era possível recorrer da condenação no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) e sem que houvesse uma fundamentação específica. Ainda cabem recursos no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4), que ampliou para 12 anos e 1 mês a condenação no caso do famoso triplex do Guarujá.

Esses argumentos da defesa foram rejeitados pelo ministro Edson Fachin na decisão do sábado em que negou a reclamação – nome técnico da ação apresentada pela defesa na sexta-feira na sexta-feira, por considerar que a possibilidade de ainda serem apresentados recursos no TRF-4 não impede a execução da pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.