PRESIDENTE DO BC DA ARGENTINA RENUNCIA EM DIA DE GREVE GERAL

PRESIDENTE DO BC DA ARGENTINA RENUNCIA EM DIA DE GREVE GERAL

O presidente do Banco Central da Argentina, Luis Caputo, renunciou ao cargo nesta terça-feira (25), citando motivos pessoais, mesmo dia em que acontece no país uma greve geral contra a política econômica do governo de Mauricio Macri, informou o G1. “Esta renúncia se deve a motivos pessoais, com a convicção de que o novo acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) restabelecerá a confiança nas situações fiscal, financeira, monetária e cambial”, diz o comunicado divulgado pelo BC.

Caputo foi ministro das Finanças do governo Macri e tinha assumido o cargo há pouco mais de 3 meses, em meio à disparada da inflação e da cotação do dólar no país. Durante sua passagem pelo comando BC da Argentina, a taxa de juros básicos do país foi elevada de 40% ao ano para 60% ao ano. A Argentina atravessa uma forte crise financeira e acertou com o Fundo Monetário Internacional (FMI) um empréstimo de US$ 50 bilhões, pelo qual o governo se compromete a reduzir seu déficit a 1,3% do Produto Interno Bruto em 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.