SEU INVESTIMENTO

BITCOIN RECUA PARA MENOS DE US$ 4,5 MIL E RENOVA MÍNIMA EM 2018

O Bitcoin chegou a despencar mais de 10% nesta terça-feira (20) e ficou abaixo dos US$ 4,5 mil, ampliando para 30% a queda da criptomoeda mais conhecida do mundo em uma semana, em meio à intensificação de vendas de moedas digitais em geral. Outras criptomoedas também sofreram perdas acentuadas – a Ether da Ethereum perdeu 10%do valor, e a Ripple caiu 13%, em movimento provocado essencialmente pelo fator emocional. Segundo

IPEA: INDICADOR DE INVESTIMENTOS CRESCE 9,6% NO 3º TRIMESTRE

Os investimentos cresceram no terceiro trimestre, segundo dados divulgados hoje (14) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) referente ao terceiro trimestre do ano avançou 9,6% frente ao segundo trimestre. O resultado foi impactado pelas operações de importação de plataformas de petróleo. Segundo o Ipea, o novo regime especial, que suspende os tributos cobrados sobre bens destinados a atividades de

SEBRAE: 52,8% DOS PEQUENOS EMPRESÁRIOS QUER INVESTIR EM 2019

A maioria dos pequenos empreendedores planeja fazer algum investimento em seu negócio em 2019. Segundo pesquisa divulgada pelo Sebrae nesta quarta-feira (14), a parcela dos que devem investir é de 52,8%. Dos que pretendem investir no próximo ano, 51%, tem o plano de modernizar o negócio. A ampliação da capacidade produtiva é o segundo investimento mais citado, com 23,5% das respostas. Na divisão por setores, o comércio é apontado como

PESQUISA: 97% DOS EMPRESÁRIOS DIZEM QUE PRETENDEM INVESTIR EM 2019

Os empresários estão otimistas em relação à economia e seus negócios em 2019 e, neste cenário, a grande maioria diz que pretende investir no ano que vem. É o que aponta pesquisa feita pela Deloitte divulgada ao G1 nesta segunda-feira (11). No entanto, enquanto os que pretendem investir são 97% dos empresários, a parcela dos que devem criar novos postos de trabalho é menor, de 47%. O levantamento foi feito

CNC: 77% DAS FAMÍLIAS ENDIVIDADAS DEVEM AO CARTÃO DE CRÉDITO

O brasileiro continua pagando muito caro pelas suas dívidas. Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC), 77,4% das famílias endividadas tem dívidas na modalidade de crédito com as taxas de juros entre as mais altas do mercado: o cartão de crédito. Dados do Banco Central mostram que os juros médios do cartão ficaram em 278% ao ano em outubro. Os carnês aparecem em segundo lugar como o principal tipo

BC VÊ REDUÇÃO DE INCERTEZAS E IMPACTO NAS ESTIMATIVAS DE INFLAÇÃO

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central avaliou nesta terça-feira (6) que a diminuição de incertezas no âmbito doméstico (decorrente da definição das eleições) baixou os preços de ativos, como o dólar, e isso contribuiu para o controle da inflação. Na reunião anterior do Copom, em setembro, o dólar operava ao redor de R$ 4,15 por conta de tensões eleitorais e, também, de movimentos especulativos do mercado financeiro.

OUTUBRO TEM MAIOR VENDA DE AÇÕES DE PAÍSES EMERGENTES DESDE 2013

Os investidores venderam a maior quantidade de ativos de mercados emergentes no mês passado desde 2013, quando o Federal Reserve sugeriu pela primeira vez a redução de seu programa de estímulo pós-crise, mostraram dados de fluxos financeiros. Os números do Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês), que acompanha o que os investidores compram e vendem, estimou que US$ 17,1 bilhões foram retirados dos ativos de mercados emergentes

POUPANÇA TEM ESPAÇO PARA CRESCER NO BRASIL, DIZ ESPECIALISTA

A poupança da Caixa Econômica Federal fechou o ano passado com captação líquida de R$ 8 bilhões e um total de 74 milhões de poupadores, informou a Agência Brasil. Para o educador financeiro Rogério Braga, membro da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), com uma população de mais de 207 milhões de pessoas, há um amplo caminho para que a poupança cresça ainda mais no país. Para o especialista, os

GOVERNO FACILITA ENTRADA DE FINTECHS DE CAPITAL ESTRANGEIRO NO PAÍS

Um decreto do presidente Michel Temer, publicado nesta terça-feira (29) no “Diário Oficial da União”, declarou interesse do Brasil na participação de capital estrangeiro nas fintechs de crédito. “Com isso, essas fintechs dispensarão decreto presidencial específico quando tiverem investidor estrangeiro no seu capital social, desde que autorizadas pelo Banco Central do Brasil a operar no Sistema Financeiro Nacional”, explicou a instituição. As fintechs se caracterizam pelo uso intensivo de tecnologia

AUMENTO DO LIMITE DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS ENTRA EM VIGOR

A elevação dos limites de financiamento de imóveis pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) começa a valer a partir de hoje (30). A medida estava prevista para entrar em vigor em janeiro, mas a antecipação foi definida durante reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), informou a Agência Brasil. Ontem (29), o CMN se reuniu em Brasília. Com a medida, os mutuários poderão financiar imóveis de até R$ 1,5 milhão com