SEU INVESTIMENTO

CDL SALVADOR OFERECE PALESTRAS GRATUITAS PARA EMPRESÁRIOS

Com o objetivo de fortalecer o empreendedorismo na capital soteropolitana, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador oferece, no dia 19 de julho, o Quintas Empreendedoras, circuito de palestras destinadas ao micro e pequeno empresário. Esse primeiro encontro desse novo semestre, no dia 19/7, vai discutir “Identidade visual – atraindo clientes através de sua marca”. O projeto acontece sempre em uma quinta-feira por mês, entre julho e novembro, e dá

PREVISÃO DE CÂMBIO FICA ESTÁVEL EM R$ 3,70 POR DÓLAR ESTE ANO

Os analistas ouvidos pelo relatório Focus, divulgado hoje (09), mantiveram a projeção da taxa de câmbio para o fim de 2018, em R$ 3,70 por dólar. Para o fechamento de 2019, a previsão para o dólar permaneceu em R$ 3,60. Já a previsão do dólar para o fechamento de 2020 subiu de R$ 3,60 para R$ 3,63. Para o fechamento de 2021 ficou estável em R$ 3,70 por dólar. Para

GOVERNO BAIANO E SEBRAE ASSINAM PARCERIA PARA FORTALECER MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado (SDE) e o Sebrae-Ba (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) assinaram uma parceria, nesta quarta-feira (04), com o objetivo de fortalecer as micro e pequenas empresas (MPEs) e os empreendedores individuais. O projeto irá abranger todos os 27 territórios baianos, atuando nos eixos de comércio e serviços, setor mineral e energia. Luiza Maia, secretária da pasta, destaca a importância da

SEBRAE DISPONIBILIZA R$ 45 MILHÕES PARA PEQUENOS NEGÓCIOS INOVADORES

O Sebrae terá R$ 45 milhões, por meio de edital, para investir em fundos que queiram participar do projeto “Capitalizando empresas inovadoras”. “Além do fomento a novas práticas pelas micro e pequenas empresas, o Sebrae vai passar a investir recursos em pequenos negócios inovadores; estamos atuando de forma estratégica para garantir empresas mais competitivas”, explica o diretor de Administração e Finanças e presidente em exercício do Sebrae, Vinicius Lages. Um

PARA O AJUSTE FISCAL GANHAR APOIO, 'SITUAÇÃO VAI TER QUE PIORAR', DIZ DIRETOR DO IBRE/FGV

Sem ajuste fiscal, o Brasil dificilmente retomará um ciclo positivo de crescimento econômico. A afirmação, abraçada por boa parte dos economistas do país, é também defendida pelo diretor do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), Luiz Guilherme Schymura. Ele avalia, no entanto, que o quadro da economia nacional precisa piorar mais para que haja maior apoio às reformas necessárias para ajustar as contas públicas. Para o economista,

PEQUENOS NEGÓCIOS DEVEM SE REGISTRAR NO ESOCIAL EM JULHO

A partir da segunda quinzena de julho, as micro e pequenas empresas deverão aderir ao eSocial, o sistema informatizado da administração pública. Por meio dessa iniciativa do governo federal, os empregadores passarão a comunicar, de forma unificada, as informações relativas aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS. No caso dos Microempreendedores Individuais (MEI), que

TARIFAS SOBRE O BRASIL SUBIRIAM PARA 32% NO PIOR CENÁRIO DA GUERRA COMERCIAL

No pior cenário de uma guerra comercial entre todas as nações, as tarifas médias aplicadas às exportações brasileiras poderiam subir dos atuais 5% para 32%, concluiu um estudo da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad) com 124 países. Os números levam em conta uma guerra comercial total, na qual cada país estabeleceria tarifas unilaterais de uma perspectiva puramente comercial, e presumindo o fim dos acordos mútuos, explicou

PESQUISA: 26% DOS BRASILEIROS NÃO AVALIA CUSTOS COM FINANCIAMENTO

Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país, divulgada hoje (20), revela que 71% dos brasileiros que realizaram algum financiamento no último ano tenham analisado as tarifas e os juros cobrados na hora de contratar o serviço, 26% não chegaram a estudar os custos — sendo que 14% reconhecem só ter avaliado se a parcela a

APÓS LAVA JATO, FI-FGTS MUDARÁ FORMA DE INVESTIR

Com 15% da carteira de R$ 31,8 bilhões do FI-FGTS investidos em grupos investigados pela Justiça por práticas de corrupção, a Caixa vai propor a reformulação do processo de investimento nas companhias que recebem aportes do fundo, que usa parte do dinheiro dos trabalhadores. A ideia é buscar apenas aplicações no mercado de capitais, com mais regulação e mais transparência. Com R$ 7 bilhões em caixa para investir em saneamento,

RISCO-BRASIL SOBE 76% EM TRÊS MESES

No mundo das finanças globais, se uma empresa ou banco tem uma dívida a receber e teme que o devedor não pague, a saída é fazer um seguro contra o risco do calote. É o CDS (Credit Default Swap) na sigla em inglês. O risco original, que era de quem emprestou o dinheiro, passa ser da seguradora. Só que ela cobra caro por isso. Quanto maior o risco (ou temor)