SEU INVESTIMENTO

ESTRANGEIROS DEIXARAM A BOLSA EM 2018 PELA 1ª VEZ EM 7 ANOS

No ano em que a bolsa brasileira alcançou níveis recordes, o mercado de capitais perdeu recursos externos pela primeira vez em sete anos. Os estrangeiros retiraram R$ 11,5 bilhões da B3 em 2018 – saída que não acontecia desde 2011, informa o G1. Com isso, quem deu o tom positivo à bolsa no ano passado foram os investidores locais. A alta acumulada de mais de 15% do Ibovespa, que superou

NÚMERO DE REDES DE FRANQUIA VOLTOU A CRESCER EM 2018

O número de redes de franquias em operação no país voltou a crescer em 2018, após ter recuado em 2017, segundo balanço preliminar do desempenho do setor divulgado nesta terça-feira (22) pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Segundo a ABF, o número de marcas cresceu 1% em 2018 e o total de unidades em operação no país avançou 5%. “A prévia apontou um ritmo maior da expansão do total de

POUPANÇA TEM GANHO REAL DE 0,84% EM 2018

Com a inflação oficial de 2018, a caderneta de poupança teve ganho real em 2018, mas o desempenho foi inferior aos dois anos anteriores, segundo dados da provedora de informações financeiras Economatica. A rentabilidade nominal da aplicação foi de 4,62% durante o ano. Considerada a inflação medida pelo IPCA, que ficou em 3,75% em 2018, o ganho real para o poupador chegou a 0,84%, de acordo com a Anefac (Associação

ESOCIAL PASSA A VALER PARA EMPREGADORES DO SIMPLES NACIONAL

Entra em vigor nesta quinta-feira (10) a obrigatoriedade de adesão ao eSocial para empregadores do Simples Nacional (incluindo MEI), empregadores pessoa física (exceto doméstico), produtor rural PF e entidades sem fins lucrativos. O eSocial é uma ferramenta que reúne os dados trabalhistas, fiscais, previdenciários das empresas em uma só plataforma. Ele substitui o preenchimento e a entrega de formulários e declarações que até então eram enviados a órgãos diferentes como

PORTABILIDADE DE CRÉDITO CRESCE 70% EM 2018, APONTA BC

Os juros mais baixos têm ajudado a incentivar a portabilidade de crédito no país. O número de dívidas transferidas entre bancos cresceu 69,6% em 2018, segundo dados do Banco Central. Pela portabilidade de crédito, o consumidor tem o direito de migrar uma dívida de um banco para outro para buscar juros mais baixos, sem custos adicionais. O saldo devedor e o prazo continuam os mesmos. Conforme o G1, entre janeiro

NOVO PRESIDENTE DA CAIXA ANUNCIA VENDA DE PARTICIPAÇÕES

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Paulo Guimarães, anunciou hoje (7) que a instituição deverá vender participações em áreas como seguros e loterias, reforçar o financiamento imobiliário via mercado de capitais e investir em microcrédito a juros mais baixos. Guimarães tomou posse nesta manhã no Palácio do Planalto, em cerimônia da qual participaram o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo a Agência Brasil, ele

VEJA OS MELHORES PONTOS DE INVESTIMENTOS PARA 2019

Entender o mercado financeiro nem sempre é fácil. E 2019 promete ser um ano um pouco diferente do que os brasileiros estão acostumados. O ano começa com a taxa básica de juros, a Selic, em sua mínima histórica, de 6,5%. Combinado à baixa inflação, isso é muito bom para a economia. No entanto, o cenário é mais desafiador para investidores que estavam acostumados a obter altos rendimentos com a renda

COM REFORMAS, CRÉDITO PODE VOLTAR A SER O MOTOR DOS LUCROS DO SETOR BANCÁRIO

A tão aguardada retomada econômica e a implementação das reformas estruturais, com destaque para a da Previdência, devem permitir ao crédito retomar o posto de protagonista da economia brasileira em 2019. De quebra, os empréstimos também devem voltar a ser motor para o lucro dos grandes bancos de varejo no País. Nos últimos anos, os ganhos do setor estiveram apoiados no menor gasto com calotes, após a onda de inadimplência

CONTAS DE COMEÇO DE ANO PODEM ATÉ TRIPLICAR GASTOS DE JANEIRO

IPTU, IPVA, matrícula escolar… Apesar de ser sempre igual, as contas de começo de ano tendem a tirar o sono de muita gente. Na prática, essas despesas sazonais podem até triplicar os gastos das famílias e, por isso, especialistas solicitam cautela e organização na hora de pagar os boletos. A recomendação é evitar entrar em janeiro numa ciranda de dívida que pode colocar a perder a organização financeira para todo

TEMPO PARA ABRIR UMA EMPRESA NO BRASIL CAI DE 8 PARA 5 DIAS

O tempo médio gasto no país para abertura de empresas caiu 8 para 5 dias em 1 ano, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (19) pela Receita Federal. O levantamento compara o número de dias gastos para registro e legalização de pessoas jurídicas no país no período de 1 de outubro a 14 de dezembro de 2017 e 2018. Ainda de acordo com a Receita, em 1 ano também aumentou em