José Maciel dos Santos Filho

JOSÉ MACIEL: PANDEMIA E AÇÕES GOVERNAMENTAIS

Ao tempo em que a OMS decretou na última semana a Pandemia do Coronavirus, a epidemia dá claros sinais de ter chegado ao pico e  ter desacelerado fortemente na China , e,  também, em  países asiáticos, como o Japão, Coreia do Sul, Hong Kong, Taiwan e Cingapura . Antecipamos que há muito que aprender  com estes países  em termos de medidas adotadas, como restrições à circulação de pessoas, controle de

JOSÉ MACIEL - ESTADOS UNIDOS REABREM O MERCADO PARA  CARNE BRASILEIRA

Em 2019, o agronegócio brasileiro registrou exportações, em números redondos , ao redor de 97 bilhões de dólares, valor 4% inferior ao observado em 2018 (101 bilhões de dólares). A principal explicação, além do câmbio, se refere à peste suína na China, que diminuiu a demanda do nosso complexo soja. As exportações do complexo soja caíram de 40,7 bilhões de dólares para 32,6 bilhões de dólares no ano passado. Em

JOSÉ MACIEL- CORONA VIRUS, ECONOMIA E AGROPECUÁRIA: UMA ABORDAGEM PRELIMINAR

Num artigo que envolve temas de saúde pública, com a emergência de nova doença , com aspectos preocupantes, é oportuno fazer dois registros iniciais.   O primeiro diz respeito ao fato de que, embora se trate aqui de possíveis impactos econômicos decorrentes dessa nova  doença, o mais relevante a lamentar e a mencionar é  indiscutivelmente a perda de vidas humanas já ocorridas por conta do novo corona virus  e aquela 

JOSÉ MACIEL - EXPORTAÇÕES AGROPECUÁRIAS PARA PAÍSES ÁRABES

No último artigo, destacamos alguns mercados importantes e promissores para o agronegócio nacional que devem ser olhados com atenção especial pela nossa política  externa e comercial. Algum detalhamento inicial foi apresentado para os mercados asiáticos, notadamente a China. Outros países, como Japão, , Hong Kong, Cingapura , Taiwan e Coreia do Sul, dentre outros, merecem também estar  permanentemente no nosso radar. Fizemos uma referencia rápida e preliminar aos países árabes,

JOSÉ  MACIEL : PERFIL DAS EXPORTAÇÕES  DO AGRONEGÓCIO NACIONAL

As exportações totais brasileiras têm alcançado um patamar ao redor de 250 bilhões de dólares anuais ou pouco mais. Em 2019, houve um recuo de cerca de 12 bilhões de dólares,  por conta do aprofundamento da crise econômica da Argentina, com repercussões nas nossas vendas de manufaturados, especialmente do setor automotivo, e da crise da febre suína chinesa , que diminuiu a demanda dos chineses por soja. Tal redução não

JOSÉ MACIEL : AGRONEGÓCIO E ACORDO MERCOSUL/UNIÃO EUROPEIA

Na última semana de junho ,o Mercosul e a União Europeia concluíram as negociações para a criação de uma Zona de Livre Comércio, depois de 20 anos negociações. Entretanto, para entrar em vigor, os termos do Acordo terão de ser ratificados pelo Parlamento Europeu e  pelos parlamentos do países dos dois blocos, processo esse que pode  durar algo como  2 anos, segundo informam alguns analistas. As primeiras avaliações dão conta que o citado acordo  deve

JOSÉ MACIEL: O NOVO PLANO SAFRA   

Enfim, o governo federal anunciou o Plano Safra para a temporada 2019/2020, estabelecendo medidas já mais ou menos esperadas. Contemplando os agricultores de todos os portes num único plano, o documento prevê  um aporte aproximado de 225,6 bilhões de reais para apoiar a produção agropecuária nacional. Desse total, 222,74 bilhões de reais destinam-se ao crédito rural (custeio, investimento e comercialização), 1 bilhão de reais vão para o seguro agrícola e 1,85

JOSÉ MACIEL: AGRONEGÓCIO E INCERTEZAS NO ÂMBITO DO GOVERNO

Decorridos cinco meses de gestão, o governo Bolsonaro continua oscilando e gerando incertezas ao tomar decisões concernentes ao agronegócio. Normalmente , as boas notícias são de autoria da Ministra Tereza Cristina e sua equipe, mas os ministérios da Economia e das Relações Exteriores tem produzido alguns ruídos e causado alguns sobressaltos ao setor agropecuário. Com efeito, a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, tem envidado esforços incansáveis na busca e diversificação

JOSÉ MACIEL: SUGESTÕES PARA OS PRÓXIMOS "PLANOS SAFRA"

Contrariamente ao que ocorre em outros países, o Brasil tem adotado o Plano Safra como principal instrumento de planejamento agropecuário, com horizonte temporal anual ou de um ciclo agrícola, sendo lançado e começando sua vigência  habitualmente em julho de cada ano. Nesse Diploma, estão explicitados os volumes do crédito rural para as diversas modalidades,com os encargos e juros, inclusive os volumes de financiamento às taxas de juros controlados. Alguns programas

JOSÉ MACIEL: OS EMBATES ENTRE FAZENDA, ECONOMIA E AGRICULTURA

Têm sido frequentes as disputas entre o  Ministério da Fazenda/Economia e o da Agricultura, pelo menos desde a edição dos chamados Planos Safra anuais, e os embates acirram-se geralmente nos meses que antecedem o lançamento dos  referido Planos, normalmente nos meses de junho ou julho de cada ano, quando as equipes das duas Pastas se reúnem para definir os números e volumes de recursos a serem aplicados no próximo ciclo