Antonio Wilson Ferreira Menezes

WILSON F. MENEZES : MAIS TRABALHO INFORMAL COMO PROVA DE UMA NOVA DINÂMICA ECONÔMICA

Em matéria de 16 de novembro, O Estadão afirma que “A informalidade recorde no mercado de trabalho está ajudando a derrubar a produtividade da economia brasileira, que se recupera lentamente da recessão vivida entre 2014 e 2016”. Trata-se de um argumento falacioso, até mesmo pela ausência de um conceito de informalidade para assegurar a veracidade dessa afirmação,ainda que se possa deduzir esse conceito através das formas que são sugeridas, ou

WILSON F. MENEZES : A UNIVERSIDADE BRASILEIRA: ERVA, PROMISCUIDADE E UNDERGROUD

O trabalho de Darcy Ribeiro em certa medida complementa a obra de Paulo Freire, com sua educação libertária através do conceito de pedagogia do oprimido tendo em vista um processo de inclusão social. Isso porque os projetos desses dois pensadores abraçam uma articulação entre a alfabetização,o ensino básico e o universitário para o conjunto do sistema educacional brasileiro. Em a Universidade Necessária (1969), Darcy aponta a viabilidade de formação de

WILSON F. MENEZES : QUE VENHA A REFORMA FISCAL: ELEMENTOS PARA ENTENDER E OPINAR

A dimensão dos recursos fiscais que sai da economia para as mãos do governo está intrinsecamente relacionada com o tamanho que se quer do Estado. Ademais, a forma de se levantar esses recursos deve influenciar o mínimo possível a dinâmica de funcionamento dos mercados, ou seja, não provocar instabilidades desagradáveis ao processo econômico como um todo. Não se pode, portanto, esquecer o adágio popular: “muito imposto, mata o imposto”, daí

WILSON F. MENEZES: A COMPLEXIDADE DO DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR

A literatura econômica não apresenta um consenso quanto à explicação desse importante fenômeno econômico chamado desemprego. Deixa, portanto, de existir uma agenda única de políticas econômicas e sociais que venham eliminá-lo ou mesmo reduzi-lo. O Banco Mundial, por exemplo, costuma atribuir o problema do desemprego à falta de liberdade do comércio internacional e ao impacto das novas tecnologias sobre a sociedade. A OCDE, por sua vez, responsabiliza a forte regulamentação

WILSON F. MENEZES : GOOD-BYE, MARX! ADIEU PT!O INFERNOEXISTE, MAS NÃO SERÁ MAIS AQUI

Não há relação possível ou imaginária entre as conclusões dos textos econômicos de Marx e a evolução dos acontecimentos no mundo. Isso é verdadeiro, mesmo quando se considera O Capital, sua obra maior produzida na fase considerada de maturidade intelectual do autor. Assim, tanto no que diz respeito aos países economicamente mais avançados, quanto em outros que tentaram seguir sua utopia, as experiências socializantes foram puramente ideológicas, seguidas das maiores

WILSON F. MENEZES : REFORMA DA PREVIDÊNCIA OU RECESSÃO E CRISE ECONÔMICA

Remédios podem ser amargos, mas nem por isso deixam de ser necessários. Esse é o caso da reforma da previdência brasileira. Pode-se optar pelo sistema de repartição ou capitalização, pode-se elevar a idade para que se possa aposentar, pode-se aumentar o tempo de contribuição para se obter uma aposentadoria, pode-se…, mas, não se pode deixar de fazê-la. Caso contrário, ficam impossibilitadas todas as ações atrativas que possibilitem alavancar nosso crescimento

WILSON MENEZES: IMPOSTO DE RENDA: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O BRASIL E A FRANÇA

Abril, abriu o momento da declaração de ajuste anual do imposto de renda. Cata recibo, procura o dentista, telefona ao médico. Busca-se, a todo custo, um comprovante que possibilite uma redução do imposto. Como as chuvas de março na Cidade do São Salvador de Baiá, todo ano é igual, alivia a temperatura, mas destrói as almas na forma dos danos nas moradias, ruas e avenidas. Basta saber que desde 2015

IGOR CARNAÚBA: BAHIA DE FEIRA: CONHEÇA O FINALISTA DO INTERIOR DO BAIANÃO 2019

O Bahia de Feira, ao se garantir na final do Campeonato Baiano de 2019 ao bater o Conquista por 2-1, foi a primeira equipe do interior, no século, a se garantir em duas finais na mesma década, sendo que, em 2011, se sagrou campeão do torneio ao ganhar do Vitória, em pleno Barradão, e impedir o pentacampeonato inédito do adversário. O sucesso da equipe de Feira de Santana é fruto

WILSON F. MENEZES: A PREVIDÊNCIA EM ALGUNS PAÍSES: COMPARAÇÃO, ORIENTAÇÃO E DECISÃO

A razão de existir da previdência é dar condição de sustento às pessoas quando param de trabalhar, sendo o principal motivo a velhice. Para tanto, tem-se que montar um fundo, normalmente a partir de contribuições de empregados e empregadores, de maneira que, uma vez aposentado, o indivíduo possa receber mensalmente com base nessas contribuições. Dessa forma, o sistema previdenciário permite a continuidade dos gastos, após cessar os ganhos provenientes do

WILSON F. MENEZES: AINDA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

Em artigo anterior fizemos uma apresentação dos dois tipos de previdência: repartição e capitalização. O sistema de repartição é alimentado por um fundo de cotizações, utilizado para pagar as aposentadorias e pensões no mesmo momento do tempo. Significa dizer que a geração contribuinte da previdência hoje cobre as aposentadorias e demais benefícios dos que contribuíram no passado; por isso esse sistema é considerado como intergeracional. O sistema de capitalização, por