ECONOMIA / POLÍTICA

COMÉRCIO FAZ PLEITOS AO GOVERNO E PREFEITURA DIANTE DOS REFLEXOS DA GREVE
COMÉRCIO FAZ PLEITOS AO GOVERNO E PREFEITURA DIANTE DOS REFLEXOS DA GREVE

Depois de se manifestar sobre as consequências da greve dos caminhoneiros, o grupo “Por um Comércio mais forte” (Fecomércio-BA, FCDL Bahia, CDL Salvador e Associação Comercial da Bahia) enviou ofícios na quarta-feira (6/6) ao governador e ao prefeito com pleitos em benefício dos empresários do comércio que amargaram fortes prejuízos em maio. Ao Estado, as entidades do comércio pedem que seja editado decreto para que o pagamento do ICMS, relativo ao mês de maio de 2018, fique prorrogado para o último dia útil do 6º mês subsequente ao do vencimento original.  Pleiteiam também que não sejam aplicadas multas sob o vencimento de prazo de notas fiscais de transporte de mercadorias no período da greve.  Já na correspondência enviada ao prefeito ACM Neto, o grupo pede a prorrogação de quitação do ISS .

ENTRE 2015 E 2016, CONSTRUÇÃO CIVIL BAIANA PERDEU 399 EMPRESAS, DIZ IBGE
ENTRE 2015 E 2016, CONSTRUÇÃO CIVIL BAIANA PERDEU 399 EMPRESAS, DIZ IBGE

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016, o tamanho do setor empresarial da construção civil na Bahia encolheu pela primeira vez depois de nove anos consecutivos de crescimento, desde 2007. Das 3.009 empresas da construção com 5 ou mais pessoas ocupadas atuantes no estado em 2015, 399 encerraram suas atividades na passagem para 2016 (-13,3%), e o total daquelas que continuaram ativas recuou para 2.610.

Com esse saldo negativo, a Bahia teve uma discreta perda de participação no total de empresas da construção civil no país com 5 ou mais pessoas ocupadas. Em 2015, 4,7% delas atuavam no estado; em 2016 essa proporção foi a 4,5%. Ainda assim, a Bahia se manteve com a sétima maior participação no total de empresas de construção do país e com a maior participação do Norte/Nordeste.

No Brasil, o setor empresarial da construção civil teve, em 2016, o segundo ano consecutivo de redução no número de empresas, embora a queda tenha sido proporcionalmente menor que a registrada na Bahia. Em 2015, estavam ativas no país 64.368 empresas da construção civil com 5 ou mais pessoas ocupadas; um ano depois, esse número passou a 58.486 – menos 5.882 empresas, um recuo de 9,1%. Entre 2015 e 2016, o setor da construção encolheu em todos os estados brasileiros, com destaque para as reduções, em termos percentuais, no Pará (-29,7%), Espírito Santo (-25,4%) e Acre (-24,3%).

CDL SALVADOR PREVÊ ALTA DE 5% NAS VENDAS EM JUNHO
CDL SALVADOR PREVÊ ALTA DE 5% NAS VENDAS EM JUNHO

O comércio varejista de Salvador e Região está otimista com o mês de junho, que conta com diversas atividades que podem render oportunidade de vendas. É o período que reúne Dia dos Namorados, as festas juninas, e este ano também tem os jogos da Copa do Mundo de Futebol. A CDL Salvador estima para o mês um aumento nas vendas de aproximadamente 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Para o Dia dos Namorados, o tíquete médio deverá ser em torno de R$ 120.

A expectativa da CDL Salvador é baseada em análise de mercado, no momento do país, e considera inclusive a recente crise de abastecimento provocada pela paralisação dos caminhoneiros. “É um momento delicado, onde o país tenta ajustes para uma estabilidade econômica, mas ainda há muita incerteza. O segmento está atento com os rumos da economia e com as iniciativas do governo neste momento”, diz o presidente da CDL Salvador, Alberto Nunes.

Nunes, entretanto, avalia que é um mês importante e deve ser aproveitado pelos lojistas para atrair o consumidor e aumentar o movimento. “Esse é um dos períodos de bom apelo junto ao público. O Dia dos Namorados ainda oferece o presente em mão dupla, quem recebe também dá, aumentando o fluxo e a capacidade de vendas”, explica.

O Dia dos Namorados é a quarta data em vendas do varejo baiano – vem depois do Natal, Liquida Salvador e Dia das Mães. Para o período, os segmentos que mais movimentam as vendas são os de vestuário, calçados, bolsas, chocolates, celulares, cosméticos e perfumes, floricultura, joias e bijuterias, relógios e livros.

BOVESPA CAI QUASE 2% COM INCERTEZA FISCAL E POLÍTICA
BOVESPA CAI QUASE 2% COM INCERTEZA FISCAL E POLÍTICA

O principal índice de ações da bolsa brasileira (B3) opera em baixa nesta quinta-feira (8), com investidores cautelosos diante das incertezas fiscais e eleitorais no país. Às 10h14 o Ibovespa caía 1,71%, a 74.811 pontos. Na véspera, o índice fechou em queda de 0,68%, a 76.117 pontos. A alta de mais de 3% das ações da Vale ajudou a evitar uma desvalorização mais intensa.

INDICADOR ANTECEDENTE DE EMPREGO REGISTRA 3ª QUEDA SEGUIDA
INDICADOR ANTECEDENTE DE EMPREGO REGISTRA 3ª QUEDA SEGUIDA

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), da Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou em maio a terceira queda consecutiva, o que não ocorria desde o início de 2015. Houve recuo de 2,5 pontos ante abril, para 101,1 pontos. Pela métrica de médias móveis trimestrais, o indicador também apresenta tendência de baixa, ao diminuir 2,9 pontos em relação ao mês anterior.

“Os últimos dados divulgados da economia brasileira surpreenderam negativamente. Com isso, está sendo revisado para baixo a taxa de crescimento do país, que impacta diretamente a contratação. Neste cenário, o IAEmp reflete a percepção de que tanto a situação dos negócios quanto a disposição de contratar tendem a ser menores nos próximos meses”, afirma Fernando de Holanda Barbosa Filho, economista da FGV.

Já o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) aumentou 2,3 pontos em maio, para 96,5 pontos, devolvendo a queda de 2 pontos do mês anterior. “O menor otimismo quanto ao crescimento da economia no ano de 2018 já está afetando a percepção dos trabalhadores quanto à melhora do mercado de trabalho. O ICD mostra que os trabalhadores continuam reticentes com relação ao futuro, apesar da queda (suave) da taxa de desemprego”, continua Fernando de Holanda Barbosa Filho.

ALCKMIN PROMETE REFORMA TRIBUTÁRIA E DIZ APOIAR ZÉ RONALDO
ALCKMIN PROMETE REFORMA TRIBUTÁRIA E DIZ APOIAR ZÉ RONALDO

Pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB) prometeu, na manhã de hoje (7), fazer uma reforma tributária no início do governo, caso seja eleito chefe do Palácio do Planalto na eleição deste ano. “Pretendo logo no comecinho do ano fazer a reforma tributária para simplificar o modelo tributário. Você tem cinco impostos. No mundo inteiro é um só”, pontuou o tucano, em entrevista à Rádio Metrópole.

Alckmin ressaltou que vai focar na geração de emprego e renda no eventual governo. Também criticou a “ausência” da União no combate ao crime. “Então, pretendo que o governo federal lidere. São Paulo tinha 13 mil assassinatos por ano em 2001 e reduzimos para 3.503 assassinatos no ano passado”, disse, ao prometer criar uma guarda nacional.

De olho no voto dos baianos, o pré-candidato a presidente da República fez questão de dizer que tem vínculos familiares com o estado. “Tenho um lado afetivo com a Bahia. Minha família veio da Península Ibérica e veio para a Bahia. Carinhanha, nas barrancas do São Francisco, está cheia de Alckmin […].  Para mim, é uma alegria estar hoje na Bahia. Vou para Barra para ver o São Francisco”, afirmou o tucano.

O presidenciável só tem 5% das intenções de votos no estado, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisa divulgado na semana passada. Ainda na entrevista, Alckmin declarou publicamente apoio à candidatura de José Ronaldo (DEM) ao governo da Bahia. O tucano afirmou que já tem o aval de quatro partidos na disputa pelo Palácio do Planalto, mas não quis divulgar.

DÓLAR SOBE E CHEGA A R$ 3,90 NA MANHÃ DESTA QUINTA-FEIRA
DÓLAR SOBE E CHEGA A R$ 3,90 NA MANHÃ DESTA QUINTA-FEIRA

O dólar continua a subir em relação ao real nesta quinta-feira (7) e operava acima de R$ 3,90 já na abertura do mercado, com os investidores ainda cautelosos diante das incertezas nos quadros fiscal e político. Às 9h34 a moeda norte-americana tinha valorização de 1,66%, a R$ 3,9003. Na máxima até agora, a cotação chegou a R$ 3,9073. O dólar não era cotado acima dos R$ 3,90 desde março de 2016. Na véspera, a moeda subiu 0,72%, a R$ 3,8371 na venda. Na máxima do dia, chegou a R$ 3,8493.

Estrategistas elevaram suas projeções para o dólar mas a incerteza sobre as cotações disparou, mostrou pesquisa da Reuters publicada nesta quinta-feira (7), ilustrando como o salto da moeda norte-americana colocou em xeque os mantras otimistas que marcaram os últimos meses. O dólar deve ficar em R$ 3,50 em 12 meses, de acordo com a mediana de 26 estimativas, comparado a R$ 3,40 no levantamento anterior. Embora seja uma mudança pequena quando confrontada com o rali recente, que levou a moeda norte-americana a disparar 17% desde fevereiro, a revisão provavelmente subestima o quanto o choque está forçando os estrategistas a refazer suas contas.

CLUBE DE DESCONTO DO SERVIDOR FECHA PARCERIA COM DROGARIA SÃO PAULO
CLUBE DE DESCONTO DO SERVIDOR FECHA PARCERIA COM DROGARIA SÃO PAULO

Uma novidade para os servidores públicos estaduais. A Drogaria São Paulo, que somente na Bahia possui 52 lojas, fechou parceria com o Clube de Desconto do Servidor, possibilitando a compra de medicamentos com abatimentos de até 30%. O melhor ainda é que o desconto é válido para todas as 1.205 lojas da rede no país, espalhadas por vários estados.

O contrato com a São Paulo foi assinado em reunião na Secretaria da Administração (Saeb), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), nesta quarta-feira (06). O secretário da Administração, Edelvino Góes, acredita que a chegada do grupo representa uma das mais significativas parcerias do Clube de Desconto do Servidor. “A inclusão da Drogaria São Paulo, que trabalha com produtos essenciais para a saúde do cidadão, reforça a nossa política de ampliação da rede de parceiros, visando beneficiar o servidor, oferecendo descontos expressivos”, ressaltou.

 Para usufruir o benefício é preciso apresentar, no ato da compra, o número de matrícula e contracheque atual. Em Salvador, há drogarias São Paulo nos bairros da Pituba, Caminho das Árvores, Imbuí, Costa Azul, Stella Maris e outros. O desconto é de 30% em qualquer medicamento genérico tarjado e 15% nos demais produtos farmacêuticos. E é válido para todas as lojas da rede no país.

LEONELLI ACREDITA QUE OTTO VAI SER O SUCESSOR DE RUI EM 2022
LEONELLI ACREDITA QUE OTTO VAI SER O SUCESSOR DE RUI EM 2022

O secretário-geral do PSB na Bahia, Domingos Leonelli, criticou a “hegemonia” que o senador Otto Alencar (PSD) tem na administração do governador Rui Costa (PT), e opinou que o pessedista vai virar “candidato natural” ao Palácio de Ondina na eleição de 2022.

“Com essa hegemonia no governo de Rui, com o controle das principais coisas, ele terá a candidatura natural em 2022. Eu não sou nem contra nem a favor. Agora, não acho correto, não acho bom em um projeto construído pela esquerda, a hegemonia não ser da esquerda. Gosto muito do senador. Acho muito simpático. Mas ele está exercendo a hegemonia dele contra a lógica política e eleitoral”, ressaltou o socialista, em entrevista ao grupo Metrópole.

Domingo Leonelli fez questão de listar os postos ocupados pelo PSD atualmente: duas secretáris no governo, a presidência da Assembleia Legilslativa da Bahia, a União das Prefeituras da Bahia, e cargos nos tribunais de contas. O socialista disse que espera “senso de justiça” do governador na escolha entre Lídice da Mata e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel, sobre quem vai ocupar a vaga ao Senado na chapa. “Acho que tem que ter critério na sua decisão e, qualquer que seja adotado, cairia sobre Lídice”, pontou.

IMOVEIS PROTEGIDOS PELO IPHAN ESTÃO EM MAU ESTADO DE CONSERVAÇÃO
IMOVEIS PROTEGIDOS PELO IPHAN ESTÃO EM MAU ESTADO DE CONSERVAÇÃO

Segundo reportagem do Jornal da Metrópole, a Controladoria-Geral da União (CGU) constatou que 58% dos imóveis protegidos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) na Bahia estão em mau estado de conservação. O levantamento, feito em 2015, só foi divulgado no último dia 30 de maio. Das 24 unidades fiscalizadas, em Salvador e no interior, 14 apresentavam avarias. O documento aponta que “alguns bens, infelizmente, estão em estado bem crítico, como o Engenho Freguesia (Museu do Wanderley Pinho), o Solar Amado Bahia, a Igreja de São Miguel e o trecho da Conceição da Praia, no Centro Histórico de Salvador”. Procurado pelo Jornal da Metrópole, o Iphan apontou atualizações no estado de conservação de apenas três locais no intervalo de três anos: as edificações da Rua da Conceição da Praia e o Forte de Santa Maria, em Salvador, além do Paço Municipal de Santo Amaro, no Recôncavo.