BAHIA INVEST

REDE DE VAREJO INAUGURA NOVA LOJA NO MUNICÍPIO DE SENHOR DO BONFIM
REDE DE VAREJO INAUGURA NOVA LOJA NO MUNICÍPIO DE SENHOR DO BONFIM

Em ritmo de expansão comercial, a Casas Bahia aumenta sua presença no interior baiano, consolidando seus investimentos na região e aproveitando a retomada da economia. A próxima inauguração acontece no município de Senhor do Bonfim, no dia 21. A loja vai ficar na Praça Dr. José Gonçalves, 202, Centro. No início do mês de novembro, a marca abriu uma loja em Santo Amaro. Com as inaugurações, foi gerado um total de 30 empregos, sendo 15 para cada localidade.

Ambas as lojas trazem o novo formato Smart, que conta com maior integração entre os ambientes online e físico. A novidade permite que os clientes usufruam do novo Sistema de Vendas, que garante acesso ao catálogo de outros produtos que não estão expostos fisicamente e fazem parte do estoque próprio (site) e do marketplace. O formato integrado também permite aos assessores de vendas consultarem o histórico dos produtos pesquisados pelo cliente nos sites ou em outras lojas da rede, realizando um atendimento mais exclusivo.

Outra novidade é o novo modelo de atendimento multi-skill, no qual assessores de vendas vão acompanhar a jornada de compra dos clientes desde a apresentação dos produtos, até o pagamento, proporcionando um atendimento mais personalizado e uma melhor experiência de compra. Aliado a isso, as lojas foram projetadas para operar com maior otimização dos produtos expostos, priorizando as principais categorias e os itens com maior giro de vendas, além da aplicação de novas tecnologias para demonstração de produtos não expostos fisicamente nas lojas.

“O formato Smart permite à empresa levar a bandeira Casas Bahia para regiões em que a rede ainda não está presente, ao mesmo tempo em que oferece uma experiência de compra aos clientes com maior integração dos ambientes online e físico, aumentando ainda mais as possibilidades para Retira Rápido (compra no site para retirar na loja) e atendendo um comportamento de compras cada vez mais multicanal”, explica Sérgio Grossi, diretor Regional da Via Varejo.

PIZZARIA CARIOCA INAUGURA UNIDADE EM SALVADOR ESTA SEMANA
PIZZARIA CARIOCA INAUGURA UNIDADE EM SALVADOR ESTA SEMANA

Será com uma grande festa que a pizzaria carioca Mamma Jamma vai inaugurar sua primeira unidade em Salvador, dia 20, terça-feira, a partir das 18h, no piso L4 do Shopping Barra. Os franqueados locais da marca, Ernesto Trindade e Vitor Martinez são os empresários que assinam a chegada deste, que será o 5º restaurante da rede no Brasil e o primeiro fora da capital carioca.

Com 340m² de área e capacidade para 160 lugares, a nova casa da Mamma vai reproduzir por aqui toda a atmosfera envolvente da pizzaria rústica mais querida do Rio. O processo de fermentação natural, no qual a massa descansa por no mínimo 24 horas antes de ser aberta, proporciona leveza e discos crocantes de bordas altas. Outro diferencial são os fornos a lenha. Acesos uma hora antes da abertura das casas, ao longo da noite atingem temperaturas de até 550 graus – o que garante massas estaladiças e crocantes, livres de umidade e com um delicado aroma amadeirado.

São 32 receitas salgadas que levam farinha italiana “00” (de moagem mais fina), dentre elas, destaque para a que batiza e dá fama à casa: a Mamma Jamma – preparada com mozzarela de cura especial, linguiça calabresa artesanal, molho de tomate, orégano e gratinado com queijo parmesão.

SEMA APRESENTA RESULTADOS DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS
SEMA APRESENTA RESULTADOS DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) realiza, no dia 11 de dezembro, a apresentação e avaliação dos resultados dos projetos socioambientais financiados pelo Fundo Estadual de Recursos para o Meio Ambiente (FERFA). O II Seminário de Avaliação dos Convênios Financiados pelo FERFA visa também a analisar os impactos dos financiamentos realizados pelo fundo sobre a Política Estadual do Meio Ambiente e de Proteção da Biodiversidade.

As inscrições ficam abertas até 07/12, no site do Formar (ead.meioambiente.ba.gov.br/inscricao). O Seminário é aberto ao público e objetiva dar transparência aos investimentos realizados e divulgar os projetos financiados, além de apresentar os resultados obtidos para o Conselho Deliberativo do FERFA, técnicos da Sema, do Inema e demais interessados.

No evento, serão apresentados nove projetos financiados pelo fundo, com investimento total de R$ 3,4 milhões. Implantação de sistemas agroflorestais no Território de Irecê; valoração econômica dos recursos naturais em áreas protegidas da Bahia; mapeamento e caracterização da contaminação de ecossistemas de manguezais em áreas sob atividades de processamento de chumbo na Bacia do Rio Subaé; Projeto Umbu da Gente e outros serão apresentados.

FERFA – O Fundo Estadual de Recursos para o Meio Ambiente (FERFA) é uma instância vinculada à Sema, que tem por objetivo financiar a execução da Política Estadual de Meio Ambiente e de Proteção da Biodiversidade. Os recursos são oriundos de dotações orçamentárias do Estado e créditos adicionais, pagamentos de multas por infração ambiental, doações, empréstimos e transferências de outras fontes. Esses recursos são empregados em projetos apresentados pelos proponentes a partir de questões ambientais detectadas em âmbito local.

SDE E FECOMÉRCIO AVANÇAM NA COOPERAÇÃO PARA O SETOR DE COMÉRCIO E SERVIÇOS
SDE E FECOMÉRCIO AVANÇAM NA COOPERAÇÃO PARA O SETOR DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

Com foco na criação de uma agenda positiva para os setores de Comércio e Serviços, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Bahia (Fecomércio-BA) fizeram uma reunião para o estabelecimento de uma agenda conjunta de atuação, na segunda-feira (12).

O trabalho de cooperação, ainda em formatação, deve incluir o levantamento de oportunidades de investimentos e fortalecimento do comércio de rua de regiões importantes como o Centro Antigo de Salvador; ciclos de palestras sobre novas tecnologias para o setor terciário; e o estímulo ao crescimento de arranjos locais em cidades estratégicas do interior do estado. A expansão do SAC Empresarial também esteve em pauta.

“Nosso Centro Antigo, além da beleza e riqueza arquitetônica, é um grande potencial para investimentos, vide exemplos do Fera Palace e unidades produtivas e gastronômicas do Sesc e Senac. Por isto, acredito que este convênio que está sendo formatado, entre SDE e Fecomércio, será um chamariz para novos investidores, para desenvolvermos, do ponto de vista sócio-econômico, esta importante região da nossa capital”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Luiza Maia.

O presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade, também mostra-se otimista com as novas possibilidades que se abrem: “Acredito muito no trabalho. Se trabalharmos, o emprego vem. Esse convênio nos permitirá um novo panorama para gerarmos mais empregos. Vamos aproveitar os meses de novembro e dezembro e fazermos o planejamento para que, em 2019, possamos dar andamento a esse convênio, incluir também o Sebrae”.

SALVADOR E ILHÉUS ESPERAM MAIS DE 200 MIL TURISTAS EM TEMPORADA DE CRUZEIROS
SALVADOR E ILHÉUS ESPERAM MAIS DE 200 MIL TURISTAS EM TEMPORADA DE CRUZEIROS

A chegada do navio MSC Fantasia, prevista para a próxima segunda-feira (19), no Porto de Salvador, marca o início da alta temporada de cruzeiros marítimos na Bahia. A estimativa, baseada em dados da Companhia das Docas da Bahia (Codeba), aponta para a chegada de 240.957 turistas, entre os portos da capital e de Ilhéus, até 21 de abril de 2019. O incremento médio é de 7% em relação à temporada anterior.

O desembarque de passageiros aquece a economia local e movimenta pontos turísticos nas proximidades do porto de Salvador, como o Mercado Modelo, o Elevador Lacerda e o Pelourinho, no Centro Histórico. Comerciantes do Mercado Modelo, por exemplo, têm boa expectativa. “O volume de vendas cresce em até 60%, principalmente no mês de janeiro”, afirma Abdala Abib Neto, proprietário de loja no andar térreo.

No total, estão previstas 48 escalas de navios e o desembarque de 163.773 passageiros, somente em Salvador. Em Ilhéus, serão 20 escalas e 77.184 passageiros. O maior navio a atracar no porto da capital é o MCS Seaview, com capacidade para 5.210 passageiros. As escalas começam no início de dezembro e seguem até meados de fevereiro.

Também estão no roteiro dos portos baianos navios como MSC Orchestra, MSC Poesia, Costa Favolosa e Sovereign, entre outros.

PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR BAIANA SÃO DESTAQUE EM EVENTO GASTRONÔMICO
PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR BAIANA SÃO DESTAQUE EM EVENTO GASTRONÔMICO

Os produtos da agricultura familiar baiana têm despertado o interesse dos visitantes do Mesa São 2018, maior evento de gastronomia do Brasil, realizado até este domingo (11), Memorial da América Latina, na capital paulista. A forma de produção das cooperativas, que primam pela qualidade dos produtos e o cuidado com o meio ambiente, chama a atenção de chefs de cozinha nacionais e internacionais, nutricionistas, artistas, estudantes e o público em geral.

Um dos destaque é a castanha de caju produzida por agricultores familiares  da Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), do município Ribeira do Pombal, no semiárido baiano. A Cooperacaju desenvolve um projeto de beneficiamento de amêndoas de castanha de caju com base nos princípios da economia solidária e da sustentabilidade do semiárido do nordeste da Bahia, com uma área de atuação que abrange 21 municípios, sendo sete unidades de beneficiamento.

De acordo com Elienai Trindade, da Cooperacaju, o sabor e a crocância da castanha são apontados pelos consumidores do Mesa São Paulo como o diferencial do produto. Ela explica que o diferencial do produto está na forma do processamento da amêndoa a da castanha de caju. “A nossa castanha é produzida de forma artesanal, em especial a natural. A amêndoa  é cozida a vapor a 80 graus, depois fica por 12 horas na estufa no processo de desidratação. Isso assegura a qualidade, o teor dos nutrientes, não altera o sabor e mantem a castanha crocante. Essa é a diferença uma vez que a maioria da castanha existente no mercado é torrada”.

O cozinheiro Almir Oliveira, de Campo Grande, Moro Grosso do Sul, destacou o processo de conservação da castanha. “É difícil de achar castanha com essa qualidade e a preço justo. É impressionante. Espero comercializá-la em breve, trabalho com a linha funcional e busco sempre produtos de qualidade”, disse.

A união do palmito produzido pelos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm) e o azeite de licor, da Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes), é outro destaque da agricultura familiar baiana.  “É uma explosão de sabores. Eu não conhecia o azeite de licuri. Já havia provado na forma coquinho e cozinhado com ele. Achei o azeite maravilhoso, muito parecido com o coco babaçu, que temos lá no norte”, descreveu a chef de cozinha Irina Cordeiro, conhecida pela participação no programa de TV  Masterchef Profissionais.

GOVERNO APRESENTA EM EVENTO PROPOSTA PARA GÁS NÃO CONVENCIONAL
GOVERNO APRESENTA EM EVENTO PROPOSTA PARA GÁS NÃO CONVENCIONAL

A exploração de fontes de gás não convencional (equivocadamente chamado de gás de xisto), foi um dos principais temas debatidos na 15ª edição do Congresso Latino-Americano de Geoquímica Orgânica (XV Alago – 2018), ocorrido em Salvador entre os dias 4 e 7 deste mês. O evento foi organizado pelos membros da Alago e do Instituto de Geociências da Ufba.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) foi representada pela diretora de Desenvolvimento de Negócios, Laís Maciel Lafuente, que apresentou a proposta do Governo do Estado de participação no Projeto Piloto Poço Transparente, feita em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

O objetivo deste projeto é conhecer o potencial de extração e quais os impactos ambientais associados a essa atividade. Estima-se que o Brasil possa se tornar um dos maiores produtores mundiais de gás não convencional.

Também participaram da XV Alago o secretário executivo de Petróleo, Gás e Biocombustíveis do MME, João Vicente Vieira; o gerente de Exploração de Ativos Terrestres em Outros Países da Petrobrás, Luiz Antônio Trindade Freitas; e a diretora do Instituto de Geociências da Ufba, Olívia Maria Cordeiro de Oliveira, além de representantes acadêmicos do MIT, Caltech e Stanford University, todas dos Estados Unidos.

GOVERNO LANÇA PLANO DE AMPLIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE CACAU E DO CHOCOLATE
GOVERNO LANÇA PLANO DE AMPLIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE CACAU E DO CHOCOLATE

O Governo do Estado lançou, nesta quinta-feira (8), em parceria com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac/Mapa), o Plano Operacional para o Cacau e Chocolate da Bahia 2018 – 2022. O plano prevê o desenvolvimento de ações estratégicas que permitirão elevar, em cinco anos, a produção de cacau na Bahia para 240 mil toneladas/ano, além de consolidar a fabricação de chocolates finos, com certificado de origem no sul da Bahia, por meio da instalação de 20 agroindústrias.

Cerca de 20 mil agricultores serão atendidos. As ações incluem a abertura de linha de crédito específica para a lavoura cacaueira, subsídios para produção de mudas e insumos, criação e indicação geográfica da produção do cacau, preservação da Mata Atlântica, prospecção de novos mercados, capacitação profissional, regularização fundiária e ambiental, difusão tecnológica, assistência técnica e extensão rural (Ater), educação, gestão, empreendedorismo e infraestrutura rural. Os investimentos do Governo do Estado no plano devem atingir R$ 80 milhões.

Presente no lançamento do Plano, o vice-governador João Leão destacou que “a ampliação da produção de cacau e o polo chocolateiro são fundamentais para a economia regional, gerando milhares de empregos. Além do cacau, o Governo do Estado está investindo em obras como o Porto Sul e a Ferrovia Oeste Leste [Fiol], em parceria com empresários chineses, além da construção da nova ponte Ilhéus-Pontal e da duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna. É um conjunto de ações que vão inserir o sul da Bahia como um grande polo econômico”.

INVESTIMENTOS NA APICULTURA E PESCA POTENCIALIZAM AGRICULTURA FAMILIAR
INVESTIMENTOS NA APICULTURA E PESCA POTENCIALIZAM AGRICULTURA FAMILIAR

Comunidades rurais do município de Morpará, no Território de Identidade Velho Chico, celebraram nesta quarta-feira (07), entregas e assinaturas de convênios com o Governo do Estado, que irão promover a qualidade de vida de agricultores e agricultoras familiares.

“Essa é uma continuidade das entregas que vem sendo realizadas pelo Estado, resultado de um compromisso firmado no Programa de Governo, que, no município de Morpará, estão fortalecendo cadeias produtivas como a da apicultura e pesca”, destacou Jerônimo Rodrigues, secretário estadual de Desenvolvimento Rural (SDR).

No âmbito do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/SDR), foram selecionados, no município de Morpará, dois projetos, que totalizam investimentos da ordem de R$ 640 mil, que beneficiarão diretamente 52 famílias. Foram selecionadas, por meio de editais de chamadas públicas do Bahia Produtiva, a Associação Comunitária do Povoado de Benedita e Região e a Associação de Pescadores de Morpará (Assopesca), com projetos voltados para a apicultura e pesca, respectivamente.

ESTRADA DO COCO E LINHA VERDE PASSAM POR OBRAS DE MANUTENÇÃO
ESTRADA DO COCO E LINHA VERDE PASSAM POR OBRAS DE MANUTENÇÃO

A partir desta semana a Estrada do Coco e Linha Verde passarão por obras de manutenção. Segundo a Concessionária Litoral Norte (CLN), as intervenções irão ocorrer no pavimento e possuem o objetivo de gerar segurança aos usuários da rodovia. As ações irão ocorrer, das 7h às 17h, pelos próximos seis meses.

Durante a ação, serão restaurados 40 quilômetros destes locais e também nos acessos, incluindo ações com reparos definidos. Paralelo a isso, também será feita a revitalização de 100 quilômetros de sinalização horizontal e 1000 m² de inserção de novas placas de sinalização vertical.

Além das obras, quatro pontes serão recuperadas nos próximos 12 meses, são as do Rio Joanes, no KM 7,7; Rio Jacuípe, do KM 32; Rio Pojuca, do KM 49 e Rio Sauípe, do KM 78. Segundo a CLN, os condutores devem dobrar a atenção durante a execução das obras, além de serem compreensivos em relação a possibilidade de alterações no tráfego.