BAHIA INVEST

VLT, CENTRO DE CONVENÇÕES E ILUMINAÇÃO PÚBLICA SÃO PROJETOS DA BAHIA ENTREGUES A INICIATIVA PRIVADA EM 2018
VLT, CENTRO DE CONVENÇÕES E ILUMINAÇÃO PÚBLICA SÃO PROJETOS DA BAHIA ENTREGUES A INICIATIVA PRIVADA EM 2018

Segundo levantamento do portal G1, a maioria dos projetos do governo do estado e da prefeitura de Salvador, com execuções iniciais previstas para o ano de 2018 e que previam desestatizações por meio de contratos de concessão ou Parcerias Público-Privadas (PPPs), já saiu do papel. No início do ano, o G1 apurou que, ao menos, quatro propostas na capital baiana e no restante do estado que foram oferecidas para a iniciativa privada foram executadas, sendo uma delas parcialmente.

Dois projetos tiveram as licitações lançadas, mas os processos estão suspensos por decisão judicial. Das sete propostas apresentadas em 2018, apenas uma delas segue sem previsão, ainda em fase de estudos. No âmbito do governo do estado, os projetos envolvem a implementação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), para dar lugar aos trens que ligam os bairros do Subúrbio Ferroviário à Calçada, como também a revitalização do Sistema Viário BA-052. No que diz respeito à prefeitura de Salvador, os projetos elaborados têm a ver com a implantação do Centro Cultural Gastronômico, modernização da Iluminação pública, criação da Hubb Salvador, como também a construção do Centro de Convenções. Veja a situação de cada projeto.

Governo do estado :

1 – VLT 

Após uma série de suspensões do edital desde o lançamento em 2015, o resultado da licitação da Parceria Público Privada (PPP) do VLT foi divulgado no dia 23 de maio de 2018. O Consórcio Skyrail Bahia, composto pelas empresas Build Your Dreams – BYD Brasil e Metrogreen, foi o vencedor da licitação para implantação e operação do modal. O processo da PPP, no entanto, foi temporariamente suspenso através de medida cautelar monocrática impetrada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontou irregularidades no processo.

O governo da Bahia informou que a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) já estão trabalhando na construção da defesa do contraditório para que o contrato seja assinado e as obras iniciadas. Não há, no entanto, um prazo definido para início das obras, que devem durar 24 meses.

O investimento previsto é de R$ 1,5 bilhão, segundo o governo. O projeto prevê a substituição dos trens que ligam o bairro de Paripe à Calçada, num percurso de 13,6 km. Com o novo modal de transporte, o sistema deve ser ampliado e se estender entre a Avenida São Luiz, em Paripe, e o bairro do Comércio. São 4,9 km a mais de trilhos, que, integrados aos existentes, farão o VLT percorrer um total de 18,5 km.

Diferentemente do atual sistema que liga o subúrbio à Calçada, o VLT é composto por trens mais leves e com um maior roteiro de paradas. A perspectiva é de beneficiar, diretamente, os mais de 600 mil moradores do Subúrbio Ferroviário de Salvador. A capacidade diária do modal é de transportar 100 mil usuários.

2 – Manutenção, revitalização e operação do Sistema Viário BA-052

O projeto prevê a manutenção e revitalização do Sistema Viário BA-052, assim como a construção de uma ponte sobre o Rio São Francisco, entre os municípios de Xique-Xique e Barra. Segundo o governo, o consórcio Estrada do Feijão, vencedor da licitação, deu início aos trabalhos no sistema viário BA-052, em 5 de novembro, e atualmente realiza serviços emergenciais, para atender a requisitos de segurança e conforto dos usuários.

Os três primeiros anos de concessão preveem a restauração e manutenção das vias e o início da construção da ponte Barra – Xique-Xique. O Sistema Viário da BA-052 tem um total de 548 km de extensão, dividido em dois trechos. De Feira de Santana a Xique-Xique (BA-052), com 462 km, e de Xique-Xique a Barra (BA-160) com 85 km.

A concessão prevê a realização de obras ao longo de 20 anos. Com relação à ponte, o governo informou que o prazo de entrega é de 24 meses após o início das obras. Ainda de acordo com o governo, ao longo dos 20 anos de concessão o consórcio irá investir aproximadamente R$ 705 milhões e alcançar 18 municípios baianos. A expectativa é de que, com o projeto, haja uma expansão no escoamento da produção do norte do estado e no consequente desenvolvimento regional.

Prefeitura de Salvador: 

1- Centro de Convenções de Salvador

A prefeitura informou que mais de 10% da obra já foi executada, que está dentro do cronograma e trabalhando em ritmo acelerado, inclusive, aos sábados e domingos. A previsão inicial de conclusão da obra era em março de 2018. Agora, a prefeitura diz que deve concluir a obra até setembro de 2019.

A obra, conforme a administração municipal, deve custar cerca de R$ R$130 milhões, sendo que, desse valor, a prefeitura deve arcar com R$ 105,2 milhões. O restante ficará com a iniciativa privada. A prefeitura diz que lançou o projeto com o objetivo suprir a carência de um Centro de Convenções na capital baiana, após a interdição do espaço gerido pelo Estado na Boca do Rio.

O edital de licitação para as empresas interessadas na construção foi lançado em dezembro de 2017. Em agosto de 2018, a prefeitura informou que o Consórcio CCS, constituído pelas empresas Axxo Construtora Ltda e Construtora Andrade Mendonça Ltda, ganhou a licitação e será o responsável para a criação do equipamento.

O novo espaço é construído na região do antigo Aeroclube, também na Boca do Rio. Com a obra, o poder municipal diz que espera “uma retomada destes segmentos importantes para a sociedade: turismos de lazer, turismos de eventos”.

2- Revitalização de galpões da Codeba para implantação do Centro Gastronômico

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) informou que a obra ainda não foi executada porque ainda não conseguiu viabilizar os espaços junto a Companhia de Docas do Estado da Bahia (Codeba). A Sedur disse que o edital será lançado assim que os espaços estiverem disponíveis e que, enquanto isso não acontece, não pode dar previsão de entrega da obra, prevista inicialmente para o segundo semestre de 2018. A obra poderá ser executada por meio de concessão ou PPP, segundo a prefeitura. O investimento a ser feito também não está definido.

A expectativa do executivo municipal é de que, ao menos, três galpões do espaço, que estariam desocupados e subutilizados, sejam aproveitados no projeto, que está sendo discutido com a Codeba, como também com a Federação das Indústrias. A intenção, conforme a prefeitura, é instalar um polo de economia criativa, restaurantes, polo de economia informal e entretenimento.

3 – Hubb Salvador

Segundo a prefeitura, o Hubb Salvador, um espaço para desenvolvimento de inovação e tecnologia, opera desde julho de 2018. A prefeitura diz que, conforme o contrato de concessão assinado, investirá R$ 5 milhões em cinco anos, para a locação do espaço, enquanto que a operadora investirá R$ 100 milhões. O secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara, disse que o projeto funciona em um imóvel de 2,8 mil metros quadrados, no Terminal Náutico da capital, e que 269 pontos de trabalho, dos 300 previstos, já foram preenchidos. O Hubb, ainda segundo a prefeitura, conta com 100 startups (empresas de tecnologia com potencial de crescimento).

O projeto foi lançado com o intuito de substituir todos os mais de 171.508 pontos de iluminação de Salvador por tecnologia LED, que é mais econômica — a economia prevista com a mudança é de 50%. O diretor municipal de Iluminação Pública, Júnior Magalhães, informou, no entanto, que, em maio, a prefeitura abriu a licitação e, quando estava para julgar as propostas (de 5 consórcios e três empresas), uma empresa que não participou impetrou com um mandado de segurança na Justiça e, desde então, o processo segue suspenso.

Com isso, conforme a prefeitura, não há prazo para início das intervenções previstas no projeto e nem de conclusão das obras. O projeto tem um custo total de cerca de R$ 1,5 bilhão, em um período de 20 anos, segundo a prefeitura. Os recursos para o projeto devem ser captados pelo parceiro privado e a prefeitura disse que pagará uma contraprestação pelos serviços, por meio da Contribuição para o Serviço de Iluminação Pública (COSIP).

4- Venda de terrenos públicos em Salvador

Estava prevista a venda de nove terrenos de propriedade da Prefeitura de Salvador. Desses, no entanto foram vendidos apenas cinco. Os leilões que resultaram em vendas ocorreram nos dias 27 de fevereiro (Rua da Alfazema, Caminho das Árvores), 13 de março (Avenida Heitor Dias, na Barros Reis), 08 (Rua Clarival do Prado Valadares, Pituba) e 15 de maio (Largo da Lapinha, na Lapinha) e 12 de junho de 2018 (Praça dos Pássaros, em Piatã). A prefeitura informou que, desde fevereiro de 2018, 12 terrenos foram colocados à venda, mas apenas cinco foram arrematados nos leilões. Para os demais, não houve interessados, conforme o executivo municipal.

COMPANHIA PRETENDE INVESTIR R$ 428 MILHÕES EM COMPLEXO EÓLICO DE MORRO DO CHAPÉU
COMPANHIA PRETENDE INVESTIR R$ 428 MILHÕES EM COMPLEXO EÓLICO DE MORRO DO CHAPÉU

A fonte eólica já é responsável por cerca de 10% da geração de energia produzida no Brasil. Atual líder em geração de energia solar e um dos maiores players eólicos do país, a Enel Green Power Brasil projeta investir mais R$ 428 milhões e promover a geração de 1,2 mil empregos na construção dos três parques, em implantação em Morro do Chapéu, distante 384 km de Salvador.

A empresa possui 8 parques eólicos em operação comercial no município, com capacidade instalada de 231.8 Megawatts (MW), que contou com um investimento de R$ 863 milhões. Há ainda mais 3 parques em implantação, com capacidade instalada de 78 MW.

“Juntos, os parques em atividade da Enel geraram 3,4 mil empregos em toda a cadeia produtiva. Isto rendeu uma onda de desenvolvimento à região de Morro do Chapéu e a previsão é de expansão. A política de atração de investimentos em renováveis para o interior, por parte do governo do estado, tem ocasionado este impacto positivo nas economias locais”, destacou Luiza Maia, que esteve em visita hoje às instalações da Enel no município.

“O grupo Enel aposta no Brasil como principal país para crescimento, para o desenvolvimento de renováveis. Tanto que 41% de investimentos que o Grupo vai fazer em 2019 é no Brasil. E agradecemos o apoio da SDE na implantação dos nossos parques na Bahia, pois os números positivos de renováveis que temos neste país são graças ao empenho dos governos que apostam nestas matrizes energéticas”, afirmou Alexandra Valença, diretoria de Relações Institucionais da Enel Brasil.

Além de Morro do Chapéu, a Enel possui outros 18 parques eólicos na Bahia, distribuídos nos municípios de Campo Formoso (8), Bonito (1), Brumado (2), Cafarnaum (3), Dom Basílio (1), Igaporã (2) e Sento Sé (1). São 29 parques, sendo 25 em operação e 4 em implantação, com mais de 800 MW de potência no estado.

TRÊS NAVIOS COM CAPACIDADE PARA 8.662 PASSAGEIROS CHEGAM A SALVADOR HOJE
TRÊS NAVIOS COM CAPACIDADE PARA 8.662 PASSAGEIROS CHEGAM A SALVADOR HOJE

O Porto de Salvador ganha movimentação especial nesta quarta-feira (16 de janeiro) com a chegada de três navios com capacidade total para 8.662 passageiros. A Bahiatursa estará presente, a partir das 8 horas, realizando tradicional receptivo de Verão com baiana distribuindo fitinhas do Senhor do Bonfim e dando boas-vindas aos visitantes com a animação de Edd Bala e A Fanfarra Mágica.

Às 7 horas aporta o Viking Sun, com capacidade para 930 passageiros, procedente de Recife, que sai às 17 horas com destino a Búzios. O MSC Fantasia (3.952) chega às 9 horas, do Rio de Janeiro, com partida prevista para as 19 horas, em direção a Ilhéus. Já o Costa Favolosa (3.780) chega às 10 horas, de Búzios, e vai às 17 horas para Ilha Bela.

POLICLÍNICA REGIONAL EM S. FRANCISCO DO CONDE ATENDERÁ 300 MIL PESSOAS
POLICLÍNICA REGIONAL EM S. FRANCISCO DO CONDE ATENDERÁ 300 MIL PESSOAS

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) participou, nesta segunda-feira (14), ao lado do governador Rui Costa (PT) e de prefeitos e prefeitas de cidades da RMS e do Recôncavo, da cerimônia de assinatura do protocolo de intenções para implantação do Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Salvador.

Com sede em São Francisco do Conde, o consórcio vai garantir junto ao governo do Estado o funcionamento de uma Policlínica Regional de Saúde que irá ofertar a cerca de 300 mil habitantes, procedimentos como mamografia, ultrassonografia, ergometria, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, endoscopia digestiva, colonoscopia, raio-x, biópsia e tomografia. Além de São Francisco do Conde, os municípios de Candeias, Madre de Deus, São Sebastião do Passé, Santo Amaro e Saubara também aderiram ao plano.

“A iniciativa vai equipar e ampliar a policlínica para que possa atender os seis municípios. Com isso, vai ajudar bastante na realização dos procedimentos e exames de média complexidade, evitando que os pacientes se desloquem até a capital”, comemorou o deputado Rosemberg. Em dois desses municípios, São Francisco do Conde e Saubara, o parlamentar foi o candidato mais votado nas eleições deste a ano. “Vamos ajudar, junto com o governador Rui Costa e os prefeitos, a cuidar das pessoas em especial da saúde na região”, disse.

Já o governador Rui Costa parabenizou os gestores municipais por apostarem na prevenção e diminuição da prática de demanda por hospitais. “É um exemplo que mostra união para fazer mais, melhor e mais barato para a população, no cuidado com a saúde pública”, afirmou o chefe do Executivo baiano. Este é o 20º Consórcio Público Interfederativo de Saúde formado no estado. Em toda a Bahia já são oito policlínicas de saúde em funcionamento e outras 11 estão em construção e devem ser inauguradas ainda este ano.

SALVADOR DEVE RECEBER 3,7 MILHÕES DE TURISTAS ATÉ MARÇO
SALVADOR DEVE RECEBER 3,7 MILHÕES DE TURISTAS ATÉ MARÇO

Dados da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) estimam que 3.770.107 turistas venham à capital baiana até o final de março, quando termina o Verão. O levantamento foi divulgado hoje (13) e aponta uma aumento de aproximadamente 8% na comparação com o verão anterior, quando 3.490.995 pessoas visitaram Salvador entre os meses de dezembro 2017 e março de 2018. Dos turistas, 83,8% são brasileiros e 16,2% estrangeiros. Entre os brasileiros, 60,1% vêm do interior da Bahia e outros 39,9% são de outros estados. A maioria dos visitantes estrangeiros vem da Argentina, França, Itália, Portugal e Alemanha. De acordo com o levantamento, a maior parte dos turistas brasileiros que visitam a capital baiana no verão vem do estado de São Paulo.

PETROBRAS BUSCA INTERESSADOS EM ARRENDAR FÁBRICAS DE FERTILIZANTES NA BAHIA E SERGIPE
PETROBRAS BUSCA INTERESSADOS EM ARRENDAR FÁBRICAS DE FERTILIZANTES NA BAHIA E SERGIPE

A Petrobras deu início a um processo em busca de interessados no arrendamento de suas fábricas de fertilizantes, localizadas em Sergipe (Fafen-SE) e na Bahia (Fafen-BA), informou a petroleira em comunicado nesta quinta-feira (10), ao mesmo tempo em que formalizou a dispensa de diretores.

Segundo a Reuters, a companhia explicou que, em relação às Fafens, deu início a um procedimento de pré-qualificação, visando habilitar as empresas que manifestarem interesse em participar de licitações futuras destinadas ao arrendamento das fábricas, incluindo os terminais marítimos de amônia e ureia no Porto de Aratu (BA). “A transferência da operação depende da existência de interessados habilitados na etapa de pré-qualificação e da realização do processo de licitação, ainda sujeita à aprovação da diretoria Executiva”, disse a Petrobras no comunicado.

A petroleira informou que a Fafen-BA é uma unidade de fertilizantes nitrogenados com capacidade de produção total de ureia de 1.300 toneladas ao dia e também comercializa amônia, gás carbônico e agente redutor líquido automotivo (Arla 32). Já Fafen-SE é uma unidade de fertilizantes nitrogenados com capacidade de produção total de ureia de 1.800 t/dia. Também comercializa amônia, gás carbônico e sulfato de amônio.

NEW YORK TIMES INSERE SALVADOR EM LISTA DE 52 DESTINOS PARA VISITAR EM 2019
NEW YORK TIMES INSERE SALVADOR EM LISTA DE 52 DESTINOS PARA VISITAR EM 2019

Salvador é mais uma vez indicada como um dos principais destinos internacionais a serem conhecidos em 2019, desta vez no “52 Places to Go in 2019” (“52 Lugares para Ir em 2019”, em inglês), lista publicada esta semana pelo jornal The New York Times. De acordo com a publicação, o destino foi escolhido a partir de indicações de jornalistas e colaboradores do periódico na área de viagem espalhados em diversos pontos do mundo. Assim como em 2018, a publicação enviará um “viajante” para conhecer pessoalmente esses destinos: o selecionado da vez é Sebastian Modak, jornalista com larga experiência em produções de conteúdo em diversos países.

Na lista, Salvador é apresentada como uma cidade que, com as fachadas coloniais coloridas, ruas de paralelepípedos e praias, e depois de completar cinco anos “de uma iniciativa de preservação histórica para salvar a sua designação na Unesco”, está “brilhando”. A primeira capital do país é descrita como um local que possui uma vibrante cultura afro-brasileira, envolvendo apresentações musicais e culturais semanalmente.

Para conhecer a história da cidade, foram citados como exemplos três equipamentos capitaneados pela Prefeitura: a Casa do Carnaval (implantada há quase um ano, no Centro Histórico) e, até 2020, o Museu da Música Brasileira (no Comércio) e o Centro de Convenções de Salvador (na Boca do Rio).

Também foram citados como atrativos os novos empreendimentos hoteleiros Fera Palace Hotel e Fasano Salvador, ambos com vista para a Baía de Todos-os-Santos e que, em novembro, receberá pela segunda vez consecutiva a regata internacional Transat Jacques Vabre, uma corrida de 4.350 quilômetros ao longo da histórica rota de comércio de café entre a França e o Brasil. A ampliação do aeroporto de Salvador também foi destaque, que recebe um voo semanal Salvador-Miami.

Reconhecimento holandês – Também neste mês de janeiro, a revista Holland Herald, da companhia aérea KLM, já havia indicado Salvador em um dos cinco destinos turísticos mais desejados neste ano de 2019. O texto em inglês, de autoria do jornalista e fotógrafo Jurriaan Teulings, destaca que a capital baiana tem se superado após um período de “negligência” e “ausência de manutenção”, e está próxima de superar outra cidade com quem possui semelhante carisma e rivaliza em número de visitantes: o Rio de Janeiro. A matéria cita características marcantes da capital baiana e investimentos feitos pela Prefeitura, como a revitalização da orla, a Casa do Rio Vermelho e os espaços Carybé das Artes e Pierre Verger da Fotografia Baiana, além da Casa do Carnaval.

PARTE ALTA DA COLINA SAGRADA FICARÁ PRONTA PARA LAVAGEM DO BONFIM
PARTE ALTA DA COLINA SAGRADA FICARÁ PRONTA PARA LAVAGEM DO BONFIM

Na contagem regressiva para a tradicional Lavagem do Bonfim, considerada a segunda maior manifestação popular da Bahia, perdendo apenas para o Carnaval, devotos e fiéis serão irão encontrar já parte das obras de requalificação da Colina Sagrada pronta. A Praça do Largo do Bonfim, que fica próxima ao Santuário da Basílica do Bonfim, por exemplo, está praticamente concluída pela Prefeitura. Com isso, quem for ao santuário para fazer pedidos ou agradecer pelas graças alcançadas no próximo dia 17 terá acessibilidade total ao templo, cujo entorno ganhou aspecto urbanístico completamente repaginado.

A Praça do Largo foi ampliada, dando a sensação de continuidade das escadarias da igreja. Toda a pavimentação do local passou a ser composta por mosaico e grafismos marcados no piso em pedra portuguesa. A Prefeitura também realiza obras no Abrigo de Velas, um espaço próprio para os fiéis acenderem velas, eliminando os riscos de incêndio na igreja (o mesmo local também será ponto de distribuição de água benta para o fiéis).

Outra parte da intervenção, que diz respeito à parte baixa da Colina Sagrada, isto é, a Praça Euzébio de Matos, também conhecida como Baixa do Bonfim, segue em obras e será entregue até abril, mas sem prejudicar os devotos da lavagem. No quesito trânsito, a requalificação da Colina Sagrada promove uma mudança significativa no local através do redesenho do sistema viário, com retirada das vias em frente à entrada da escadaria principal da Basílica do Bonfim e à Casa dos Romeiros. Os motoristas devem fazer o retorno pelos fundos do templo, junto à Casa do Juiz da Devoção, na esquina com a Ladeira dos Romeiros.

O projeto urbanístico foi idealizado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) em conjunto com a comunidade do Bonfim. As obras são realizadas sob a coordenação da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), por meio da Superintendência de Obras Públicas (Sucop), com investimento de R$11,5 milhões.

OFERTA DE VOOS EXTRAS NO VERÃO FORTALECE TURISMO BAIANO  
OFERTA DE VOOS EXTRAS NO VERÃO FORTALECE TURISMO BAIANO  

Salvador registra este ano a chegada de 1.774 voos extras durante a temporada de verão, o que representa crescimento de 12% sobre a oferta registrada no ano anterior, de acordo com os dados da Vinci Airports, concessionária que administra o terminal aeroportuário. A ampliação das frequências pelas companhias aéreas visa a atender à grande demanda de turistas brasileiros e estrangeiros.

Na capital baiana, os visitantes demonstram especial interesse pelo Centro Histórico, praias e paisagens da orla. Eles estão em busca também de atividades culturais de música e dança, por exemplo, e aproveitam para saborear a exclusiva gastronomia baiana. O resultado dessa intensa movimentação é relevante para a indústria do turismo. São 53 segmentos produtivos (atividade direta, indireta e induzida) que ganham com o verão, como os bares, restaurantes, serviços de transporte, eventos e comunicação, dentre outros.

Na rede hoteleira, a expectativa é de ocupação média ao longo de janeiro em torno de 90% a 93%, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA). “O dinamismo desse setor contribui para a chegada de novas unidades hoteleiras”, afirma o secretário do Turismo da Bahia, José Alves.

Entre as novidades, o aporte de R$ 85 milhões feito pela Prima Empreendimentos, no Hotel Fasano Salvador. Primeira unidade da rede Fasano no Nordeste, o hotel é de alto padrão e foi inaugurado no dia 08 de dezembro, contribuindo para revitalizar e valorizar o Centro Histórico.

OBRAS DE CENTRO DE CONVENÇÕES DE SALVADOR SERÃO ENTREGUES EM SETEMBRO
OBRAS DE CENTRO DE CONVENÇÕES DE SALVADOR SERÃO ENTREGUES EM SETEMBRO

As obras do Centro de Convenções de Salvador, na Orla da Boca do Rio, seguem em ritmo acelerado. Parte da fundação já está pronta e a expectativa é que já no final de janeiro seja concluída. Em março, os serviços avançam na parte estrutural, e a expectativa é que todo o equipamento fique pronto até setembro de 2019. Até agora, 19% da obra já foi concluída. Uma equipe de técnicos e engenheiros trabalha diariamente para cumprir o calendário de obras. No final de dezembro, o prefeito ACM Neto e os secretários visitaram o local para acompanhar o andamento dos trabalhos.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) e Superintendência de Obras Pública (Sucop), decidiu assumir a responsabilidade para recuperar o tempo perdido. O engenheiro civil responsável pela fiscalização de campo, Gustavo Muccini, ressalta que as obras seguem o ritmo previsto e estão dentro do cronograma. Segundo ele, o sistema construtivo é similar ao utilizado na construção do Hospital Municipal. “Lá conseguimos antecipar a entrega da obra em três meses. Estamos usando estruturas pré-moldadas, em conjunto com estrutura metálicas e lajes. Esse sistema nos proporciona grande velocidade de execução”, explica.

Com obras já iniciadas em setembro de 2018, a previsão é que o Centro de Convenções de Salvador esteja concluído até outubro deste ano. Com investimento de R$105,2 milhões, o novo empreendimento vai reposicionar a capital baiana entre os mais atrativos polos de turismo de eventos e negócios do Brasil. O antigo equipamento, que era administrado pelo governo do estado, fechou definitivamente há dois anos, após desabamento parcial e abandono, gerando uma perda de R$2 bilhões na área do turismo de eventos e negócios na capital baiana.