FESTA DA ESPOSA DE NIZAN REALIZADA EM ESPAÇO PÚBLICO GERA POLÊMICA EM TORNO DO RACISMO

FESTA DA ESPOSA DE NIZAN REALIZADA EM ESPAÇO PÚBLICO GERA POLÊMICA EM TORNO DO RACISMO

Please enter banners and links.

A festa de 50 anos da diretora da Vogue Brasil, Donata Meirelles, esposa do publicitário Nizan Guanaes gerou um enorme rebu na mídia e na sociedade baiana. Para começar, o governo do Estado cedeu o Palácio da Aclamação, no Campo Grande, para a festa privada e não se tem notícias se foi cobrado algum valor pela cessão, o que já gerou comentários. Além disso, gerou polêmica maior o tema da festa, alguma coisa relacionado ao “Brasil Colônia”. O problema é que os convidados, a maioria absoluta de brancos, tiravam fotos sentados em uma poltrona de vime, como se fosse um trono, ladeadas por negras vestidas de baianas, o que deu a impressão de serem mucamas paparicando a sinhá.

A jornalista baiana Rita Batista logo se manifestou nas redes sociais afirmando que as escravas de casas ricas eram adornadas por seus próprios senhores e tornavam-se “um objeto de ostentação do dono, um objeto de luxo a ser mostrado publicamente”. A jornalista e professora da UFBA, Malu Fontes, também criticou o tema nas redes sociais e muitos artistas como Caetano Veloso e Astrid Fontenele receberam criticas em seus perfis nas redes sociais. Chamada de racista a diretora da Vogue tentou se explicar dizendo que a festa não era temática e a cadeira não era de Sinhá, e sim de candomblé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.