CONTAS DO SETOR PÚBLICO TÊM DÉFICIT DE R$ 108 BILHÕES EM 2018

CONTAS DO SETOR PÚBLICO TÊM DÉFICIT DE R$ 108 BILHÕES EM 2018

As contas do setor público consolidado, que englobam o governo federal, os estados, municípios e as empresas estatais, registraram um déficit primário de R$ 108,258 bilhões, ou 1,57% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, informou o Banco Central nesta quinta-feira (31). Isso significa que as despesas do setor público superaram as receitas com impostos e tributos. A conta não inclui as despesas com o pagamento dos juros da dívida pública.

O ano de 2018 foi o quinto seguido com as contas no vermelho. A série histórica do Banco Central tem início em 2001. Em 2016 e 2017, as contas ficaram negativas em R$ 155,791 bilhões (2,49% do PIB) e em R$ 110,583 bilhões (1,69% do PIB). Contudo, com o resultado registrado pelas contas públicas no ano passado, a meta fiscal para o período foi formalmente atingida. Para todo o setor público, o objetivo foi fixado em um déficit (despesas maiores que receitas) de até R$ 161,3 bilhões para o ano de 2018.

A dívida líquida do setor público passou de R$ 3,382 trilhões em dezembro de 2017, ou 51,6% do PIB, para R$ 3,695 trilhões no fechamento do ano passado – o equivalente a 53,8% do PIB. A dívida líquida considera os ativos do país como, por exemplo, as reservas internacionais – atualmente ao redor de US$ 380 bilhões. Conforme o G1, no caso da dívida bruta do setor público, uma das principais formas de comparação internacional e que não considera os ativos dos países, o endividamento brasileiro passou de 74,1% do PIB (R$ 4,854 trilhões), em dezembro de 2017, para R$ 5,271 trilhões no fim do último ano, ou 76,7% do Produto Interno Bruto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *