EM DEZEMBRO, INFLAÇÃO FICA EM 0,56%, INFLUENCIADO PELOS GRUPOS ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS E VESTUÁRIO, DIZ IBGE

EM DEZEMBRO, INFLAÇÃO FICA EM 0,56%, INFLUENCIADO PELOS GRUPOS ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS E VESTUÁRIO, DIZ IBGE

De novembro para dezembro, o IPCA acelerou fortemente na RM Salvador, passando de -0,31% para 0,56%, e ficando bem acima da média nacional (0,15%), nesta comparação. Foi o terceiro maior resultado do país, ficando atrás apenas de Aracaju (0,67%) e Rio Branco (0,63%). Apresentaram deflações Curitiba (-0,17%), Goiânia (-0,03%) e Grande Vitória (-0,01%). O resultado de dezembro, na RM Salvador (0,56%), foi influenciado pelo avanço em cinco dos nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA. Os grupos que mais pesaram no resultado foram Alimentação e Bebidas (2,07%) e Vestuário (1,49%), com destaques para batata inglesa (56,32%) e camisa masculina (2,28%).

Já o grupo Transportes, que foi uma das principais pressões inflacionárias no ano de 2018, recuou no mês de dezembro (-0,64%), sendo a principal influência no sentido de conter a inflação do mês, na RMS. A gasolina, que foi uma das principais influências para a inflação do ano, recuou em dezembro (-6,79%) e foi o item que, individualmente, mais pesou para conter a inflação no mês. Também tiveram quedas no mês os gastos com Habitação (-0,49%), Artigos de Residência (-0,27%) e Comunicação (-0,01%), com destaques para energia elétrica residencial (-3,57%), móvel para sala (-1,22%) e aparelho telefônico (0,14%).

Na Região Metropolitana de Salvador, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação das famílias com menores rendimentos, acelerou fortemente em relação a novembro (de -0,21% para 0,63%) e fechou o ano em 3,70%, acima da média nacional (3,43%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *