SEIS MUNICÍPIOS BAIANOS CANCELAM FESTEJOS JUNINOS

SEIS MUNICÍPIOS BAIANOS CANCELAM FESTEJOS JUNINOS

As cidades baianas de Simões Filho, Valença, Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro, Eunápolis e Camacan cancelaram os festejos juninos por causa dos reflexos da greve dos caminhoneiros. Neste momento, em que os problemas que adviram da greve ainda não foram totalmente resolvidos e as perspectivas ainda não são promissoras, os gestores optaram por abdicar dos festejos que marcam o período para continuar garantindo a prestação de serviços essenciais aos munícipes.

Em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), o anúncio do cancelamento do tradicional “Arraiá das Viúvas” ocorreu na última segunda-feira. Na ocasião, também, ficou oficializado o decreto de situação de emergência no município. A decisão, de acordo com o gestor, é para conter gastos e manter os serviços públicos essenciais, a exemplo do pagamento do décimo terceiro salário dos servidores ainda este mês.

Em Valença, o cancelamento ocorreu após reunião emergencial na última terça-feira “em virtude das grandes dificuldades econômicas que ocorrem nos meses de junho e julho”. A prefeitura, por meio de nota, informou que a medida foi tomada por vários motivos como o andamento das obras já iniciadas, recuperação nas estradas e queda de receita do ICMS proveniente da greve dos transportes de cargas.

Quatro dos seis municípios que cancelaram os festejos juninos estão localizados na região sul do estado. A situação econômica, o desabastecimento e os prejuízos causados pelas fortes chuvas são as justificativas utilizadas pelos gestores. Em Eunápolis, no Sul da Bahia, apenas as festas nos bairros estão mantidas. A administração municipal optou por cancelar a festa “Pedrão” e decidiu prezar pela garantia de serviços essenciais, como despesas com saúde e educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *