COLUNISTAS
 

MILTON CEDRAZ - OS DESPUDORADOS
ARMANDO AVENA - JANOT X TEMER OU O CRIME COMPENSA
JOSÉ MACIEL - BAHIA PODERÁ TER INVESTIMENTO DE R$ 160 MILHÕES


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


JOSÉ JÚLIO SENA - A RECESSÃO NÃO ACABOU


SEU INVESTIMENTO
 


64% DOS BRASILEIROS QUE TEM RESERVA FINANCEIRA ESCOLHEM A POUPANÇA




FRASE DO DIA
 


“Há um clamor de mudança e renovação no coração dos baianos”

ACM Neto
Ptrefeito de Salvador, falando sobre a possibilidade de ser candidato ao governo do estado em 2018







NOTÍCIAS
 
JOESLEY DIZ QUE GEDDEL CHAMAVA CUNHA DE PASSARINHO E QUERIA ELE CALMO
19/05 - 10:12hs -

 


Segundo trechos divulgados agora pouco do material em anexo a gravação do empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, chamava o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de Passarinho e queria ele sempre calmo.
 
Segundo documento, logo quando Michel Temer (PMDB) assumiu a presidência, Geddel inaugurou um canal de interlocução. “Por esse canal, JB [Joesley Batista] enviava pedidos a Temer, podendo lembrar, em especial, de pedido para que ele interviesse no BNDES, a fim de que o banco não vetasse a mudança na sede da JBS no exterior”, diz um trecho da delação.
 
Pelo canal, Geddel buscava atualização constante sobre a situação de Eduardo Cunha (PMDB) e Lucio Funaro – já que sabia que o empresário sustentava os presos. “Geddel era explícito quanto ao temor de que eles se tornassem colaboradores. Em sua comunicação frequente, Geddel sempre perguntava a JB: ‘e o passarinho? Está calmo?’”, aponta outra parte do documento.



 






Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960, Tel - 3565 - 2888