COLUNISTAS
 

JOSÉ MACIEL - BAHIA PODERÁ TER INVESTIMENTO DE R$ 160 MILHÕES
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - SEMANA HISTÓRICA
ADARY OLIVEIRA - O MUNDO DO FAZ DE CONTA


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


JAQUES WAGNER- SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO


SEU INVESTIMENTO
 


JUROS É PRINCIPAL BARREIRA PARA 38% DOS EMPRESÁRIOS QUE NÃO BUSCAM CRÉDITO




FRASE DO DIA
 


"Nem me esperou chegar de Brasília, Correria? Vai ter que andar comigo no metrô, do Iguatemi ao CAB. Estamos juntos. Nada resiste ao trabalho"

Otto Alencar
Senador comentou a postagem do Facebook do governador Rui Costa indo trabalhar de metrô







NOTÍCIAS
 
INEMA E IBAMA REALIZAM OPERAÇÃO EM COMBATE AO DESMATAMENTO ILEGAL
20/04 - 18:49hs -

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), realizou uma importante operação de combate ao desmatamento ilegal para produção de carvão na região da Cascalheira, município de Camaçari, em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), na manhã desta quinta-feira (20). 
 
Denúncias da ocorrência de desmatamento na região foram recebidas pelo Inema, que em conjunto com o Núcleo de Inteligência do Ibama organizaram a Operação Capivara, nome dado em alusão ao rio que corta a região. 
 
Segundo Miguel Calmon, responsável pela Coordenação de Fiscalização do Inema, as equipes dos dois órgãos confirmaram a ocorrência de áreas com supressão de vegetação nativa, que consumiram mais de 10 hectares, assim como da existência de um ponto específico onde a madeira cortada era acumulada para carvoejamento. “Durante a fase de planejamento da operação, foram levantadas informações sobre os imóveis que compõem a área, e seus responsáveis serão posteriormente autuados e notificados pelas infrações ambientais constatadas”, afirmou o coordenador. 
 
A comercialização do carvão ilegal produzido se dava ao longo da rodovia BA-99 próximos à comunidade de Catu de Abrantes, antes da praça de pedágio e era vendido principalmente aos finais de semana, servindo ao consumo de proprietários de residências no Litoral Norte. Os comerciantes irregulares foram abordados e orientados quanto à necessidade da regularização ambiental do produto, para que comercializem apenas carvão de procedência lícita.
 
Os órgãos ambientais envolvidos estarão conduzindo novas fases de fiscalização in loco e mantendo o monitoramento das áreas suprimidas, bem como dos locais de comércio clandestino do carvão.
 





Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960