COLUNISTAS
 

ARMANDO AVENA - A ECONOMIA DO FORRÓ
ADARY OLIVEIRA - A PETROQUÍMICA E A ATRAÇÃO DE NOVOS INVESTIMENTOS
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - MAIS DO MESMO


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


CEZAR LEITE - VEREADOR PELO PSDB


SEU INVESTIMENTO
 


VAI VIAJAR DE ÚLTIMA HORA? VEJA COMO ECONOMIZAR NAS FÉRIAS DE JULHO




FRASE DO DIA
 


"Não me canso de falar. O Brasil está nos trilhos, no caminho da responsabilidade e na rota da recuperação [...] Não há plano B. Há que seguir adiante. Nada nos destruirá, nem a mim, nem aos nossos ministros"

Michel Temer
Presidente do Brasil









NOTÍCIAS
 
DEMISSÃO DE CONCURSADOS DOS CORREIOS AINDA ESTÁ EM PAUTA
20/04 - 12:01hs -


O presidente dos Correios, Guilherme Campos, afirmou nesta quinta-feira (20) que a demissão de servidores concursados está na pauta e vem sendo estudada. Segundo o presidente da estatal, os Correios não têm condições de continuar arcando com sua atual folha de pagamento e contratou um estudo para calcular quantos servidores teriam que ser demitidos para que o gasto com a folha fosse ajustado.

“Temos um estudo encomendado e a possibilidade de demissão motivada ainda está na pauta. A empresa não tem condições de arcar com a sua folha de pagamento”, disse Campos.

Em 2016, os Correios anunciaram um Programa de Demissão Incentivada (PDI) e pretendia atingir a meta de 8 mil servidores, mas apenas 5,5 mil aderiram ao programa. “A economia com esses 5,5 mil é de R$ 700 milhões anuais e essa marca alcançada com o PDI fica aquém da necessidade da empresa. Precisamos ter outras ações para enxugamento da máquina da empresa”, afirmou Campos antes de participar de uma audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados.

Campos afirmou que no primeiro trimestre de 2017 o prejuízo estimado dos Correios foi de R$ 400 milhões. O número exato, no entanto, ainda não foi fechado. A estatal tem acumulado prejuízos nos últimos anos. (G1)
 






Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960, Tel - 3565 - 2888