COLUNISTAS
 

ARMANDO AVENA - A ECONOMIA DO FORRÓ
ADARY OLIVEIRA - A PETROQUÍMICA E A ATRAÇÃO DE NOVOS INVESTIMENTOS
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - MAIS DO MESMO


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


CEZAR LEITE - VEREADOR PELO PSDB


SEU INVESTIMENTO
 


VAI VIAJAR DE ÚLTIMA HORA? VEJA COMO ECONOMIZAR NAS FÉRIAS DE JULHO




FRASE DO DIA
 


"Além de uma tradição cultural que precisa ser mantida e potencializada, o São João da Bahia também é uma atividade econômica para as cidades baianas. Acredito que o São João é para o interior, proporcionalmente, o que o Carnaval é para Salvador. Gera renda, atrai visitantes. As pessoas alugam suas casas, pousadas e hotéis ficam lotados e o comércio local é movimentado. Por isso é importante a participação do Estado para que as festas aconteçam",

Rui Costa(PT)
Governador da Bahia  









NOTÍCIAS
 
O PASSO A PASSO DE QUEM DESEJA INVESTIR NO TESOURO DIRETO
14/03 - 09:31hs -


Quem acompanha minha coluna e as participações na Globonews sabe que eu frequentemente indico o Tesouro Direto como uma boa opção para quem tem interesse em aplicar em Renda Fixa. Além do nível de risco ser parecido com o da poupança - ou seja, muito baixo -, a rentabilidade é bem interessante – é possível ter retornos em torno de 0,9% ao mês. Muitos leitores e espectadores me procuram para tirar as dúvidas mais básicas sobre como é possível fazer o investimento.
 
Sendo assim, resolvi abordar alguns pontos frequentes nas perguntas que recebo. A primeira delas é o que é necessário fazer para começar a investir no Tesouro Direto. Ao contrário do que muita gente pensa, não é no site do Tesouro Nacional que você faz o seu cadastro para investir. Ali você encontra as opções de títulos disponíveis, as cotações de cada um deles, o prazo de vencimento, como cada título funciona, entre outras informações. Em suma, é isso: o site do Tesouro Nacional é a principal fonte de informações sobre os títulos do Tesouro Direto.
 
Para começar seus investimentos entre no site do Tesouro Direto para escolher a sua corretora. Lá, eles disponibilizam a lista de todas as instituições que são autorizadas a investir em Tesouro Direto, bem como as taxas cobradas por cada uma delas. A boa notícia é que muitas delas nem cobram corretagem.
 
O próximo passo é cadastrar-se nessa corretora, abrir uma conta e transferir para ela o dinheiro que você pretende investir. Uma vez que o seu dinheiro estiver lá, você pode comprar títulos do Tesouro Direto. A cada vez que investir, você receberá um certificado da Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) - documento que assegura que o seu dinheiro foi encaminhado para o título que escolheu.
 
Aliás, vale a pena reforçar o seguinte: muita gente tem medo de perder o investimento no caso, por exemplo, da corretora quebrar. É importante ressaltar que a corretora atua somente como uma intermediária do negócio. Ou seja, se a instituição quebra, isso não interfere em nada no seu investimento em Tesouro Direto. Esse documento da CBLC assegura que o título é seu. O lastro do Tesouro Direto é o Tesouro Nacional, ou seja, você só perderia o dinheiro investido em caso de calote do governo - que é uma situação improvável e que afetaria grande parte dos fundos de Renda Fixa.
 
Uma vez comprado o seu título, se você optar por ficar com ele até a data de vencimento, os seus rendimentos serão encaminhados para sua conta na corretora. A partir daí, você tem a opção de reinvestir ou transferir o dinheiro para sua conta bancária. Antes do vencimento, no entanto, você também tem a opção de negociar seu título diariamente. (G1)

 






Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960, Tel - 3565 - 2888