COLUNISTAS
 

ARMANDO AVENA - O CANDIDATO DE TEMER
JOSÉ MACIEL - PÁTRIA CHEGA AO OESTE BAIANO
LUCAS LEAL - PANORAMA DO MERCADO: ALTA VOLATIVIDADE


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


RICARDO ALBAN - PRESIDENTE DA FIEB


SEU INVESTIMENTO
 


PLANOS ECONÔMICOS: QUEM ADERIR AO ACORDO VAI RECEBER VALOR MENOR




FRASE DO DIA
 


"As duas grandes empresas entregam o projeto formal de projeto e de sugestões para baratear a ponte. Assim que eles formalizarem o interesse e a proposta, nós vamos preparar a licitação e se tudo ocorrer bem, eu pretendo colocar a licitação no mês de abril na rua. Então, em abril nós estaríamos publicando a licitação da ponte. Se tudo ocorrer dentro do prazo"

Rui Costa
Governador da Bahia









ENTREVISTAS
 
ANTOINE TAWIL- PRESIDENTE DA FCDL-BA

 


BE- Presidente o comércio espera crescer 5% nesse final de ano qual a importância de iniciativas como aquela do “Natal de luz e prêmios” para o segmento.  

A.T – 
Para o comércio de Rua campanhas como essas são imprescindíveis. Esses segmentos sofrem muito em período de crise. O lojista de shoppings tem condições de crescer através de divulgações e incentivos próprios, os lojistas de rua não eles precisam de incentivos e instituições como essa da CDL. Nesse período existe uma democratização da época natalina no comércio.

BE- Podemos afirmar que o comércio saiu da crise com os avanços que acontecem desde março?

A.T-
Acredito que sim. O varejo parou de cair e isso é um grande passo. Saímos do negativo e estamos no positivo. Com certeza ainda é tímido mas a curva é essa pouco a pouco, consolidando nossa trajetória, projetamos um 2018 melhor.

BE- Em termos de geração de empregos qual a expectativa da FCDL para esse final de ano com as novas leis trabalhistas?

A.T.
A modernização da Lei Trabalhista ajudou a ambos os lados. Tanto os trabalhadores quanto os patrões. O sindicato dos comerciários e os empregados ficam mais perto um do outro. Uma negociação direta nesse sentido é muito importante e muito mais benéfica para o comerciário.     

BE- Em relação ao processo de fechamento de lojas o comércio passou por um período grande de fechamento de lojas, podemos afirmar que esse movimento acabou?

A.T. -
Nós já estamos vendo isso. Um processo de reabertura de lojas e isso conta muito. Eu conheço muitos varejistas que estão planejando abrir novos pontos de venda tanto na capital quanto no interior e isso deixa a federação muito satisfeita. Quando você percebe que o interior também está reagindo positivamente a crise.

BE- Em relação a participação do poder público no comércio com campanhas de incentivo e divulgação o que o senhor poderia falar?

A.T.-
O poder público não pode ficar fora ou longe do setor privado. Eles são pontos fundamentais num processo grande. É preciso que ambos consigam participar de momentos como esse para que o setor consiga sair da crise. A participação do estado com o parcelamento do ICMS e a prefeitura com a divulgação são pontos muito bons para ajudar o comércio.  


FCDL ACREDITA QUE COMÉRCIO SAIU DA CRISE E LOJISTAS ESTÃO QUERANDO AMPLIAR PONTOS DE VENDAS 

Em entrevista ao Portal Bahia Econômica o presidente da Antoine Youssef tawil, presidente da federação das câmaras de dirigentes lojistas da bahia (FCDL-BA) comemorou o momento que o comércio vive e acredita que em 2018 o segmento vai conseguir ampliar as vendas e crescer ainda mais. Segundo tawil os lojistas estão procurando uma oportunidade para ampliar seus pontos de vendas o que é uma demostração de um momento adequado para o setor crescer. A entrevista completa do presidente voc~e acompanha na próxima segunda-feira.






Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3565 - 2888