ENTREVISTAS
 
MARCUS CAVALCANTI - SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA DA BAHIA

 
Bahia Econômica: Quais os projetos de infraestrutura que o senhor destacaria em 2016 como o mais importante para o estado e qual aquele que o senhor consideraria que não funcionou ou precisou de ajustes? Por que?

Marcus Cavalcanti: Os projetos de restauração de algumas rodovias foram importantes neste ano.  Dentre as obras concluídas temos a do Entroncamento da BR.030, em Caetité até Brejinho das Ametistas e da BA-534, do Entroncamento da BA-001, em Conceição de Salinas até Cairu/Enseada. Em execução destacamos a Via Metropolitana, que ligará a Rodovia CIA-Aeroporto (BA-526) e a Estrada do Coco (BA-099), e vai reduzir o tempo de percurso dos cerca de 110 mil veículos que trafegam diariamente pela região. Também estamos construindo o Anel Viário de Candeias (ligação da BA-522 com a BR-324), que vai beneficiar 175 mil moradores das cidades de Candeias, Madre de Deus e São Francisco do Conde (Mataripe), melhorando o tráfego na localidad. Além disso, estamos recuperando a BR-349, no trecho Olindina – Itapicuru, na divisa da Bahia com Sergipe e a BA-001 no Entroncamento de Trancoso - Contorno de Porto Seguro. Também está em andamento a Ponte Ilhéus-Pontal, que está sendo construída sobre o Rio Cachoeira, e que é de grande importância para a região. A ponte atual não comporta o intenso movimento dos mais de 8,5 mil veículos que passam pelo local, o que gera grandes congestionamentos. A previsão de conclusão da obra é de dois anos. Outra ponte em construção é sobre o Rio Baetantã, que vai fazer a conexão do Distrito de São Roque, em Maragogipe, com o povoado da Enseada do Paraguaçu. Os 155 mil habitantes da região e dos municípios próximos como Nazaré, Salinas das Margaridas, Cairu e as Ilhas de Vera Cruz e Itaparica serão beneficiados. Sobre o questionamento acerca do que não funcionou, acreditamos que todos os projetos funcionaram. Apenas o processo licitatório para a execução de obras de manutenção e conservação das Rodovias Estaduais, que não supriu as nossas expectativas por causa de um recurso judicial de uma empresa participante da licitação. A previsão é de que a Seinfra possa dar continuidade a esses projetos a partir de janeiro.

BE: Recentemente foi divulgado pelo Governador Rui Costa um investimento de R$ 200 milhões em aeroportos pelo estado. Quais obras são as mais importantes nesse campo?

MC: Consideramos os aeroportos e aeródromos equipamentos importantes para o desenvolvimento econômico das regiões do Estado. Mas citamos alguns que são relevantes pela localização da cidade onde estão situados. Está em construção o novo aeroporto de Vitória da Conquista. A primeira etapa da obra foi concluída neste mês de dezembro e envolveu a construção da pista de pouso e decolagem com 2.100m de comprimento e 45m de largura, pátio para aeronaves, taxiway, rampa de equipamentos, subestação elétrica, balizamento noturno, acessos viários internos e seção contra incêndio. Já a segunda etapa está em processo licitatório e consiste na elaboração dos projetos básicos e executivos de arquitetura, engenharia, instalações complementares, construção do terminal de passageiros (TPS), iluminação de via de contorno, mobiliários e equipamentos, iluminação do pátio de aeronaves e implantação de redes de telecomunicações. O investimento de R$45 milhões já está garantido através do convênio entre o Governo da Bahia e a Secretaria de Aviação Civil (SAC). O Aeródromo de Feira de Santana está em funcionamento com a conclusão da construção da área de giro em julho deste ano. Até outubro de 2016, o equipamento teve um movimento de embarque e desembarque, na Aviação Regular, de mais de 5.800 passageiros. Aeródromo de Barreiras – Até outubro deste ano o equipamento recebeu um movimento de mais de 84 mil passageiros, na Aviação Regular. O Aeródromo de Lençóis recebeu, até o mês de outubro 2016, mais de 15 mil passageiros, entre embarque e desembarque, na Aviação Regular. O Aeródromo de Teixeira de Freitas, até o mês de outubro deste ano, recebeu um movimento de embarque e desembarque na Aviação Regular de mais de 26 mil.

BE: Tem alguma programação de construção de novos aeroportos no Estado?

MC: Está no planejamento a construção de mais três aeroportos na Bahia. São eles em Bom Jesus da Lapa, em Senhor do Bonfim e em Maraú. A previsão é de que em 2017 as licitações sejam iniciadas para a elaboração dos projetos dos três equipamentos.

BE: Qual o planejamento de atuação do sistema Ferry-Boat nesse período de final de ano onde a demanda é maior na localidade?

MC: Para atender a demanda dos usuários do Sistema Ferry Boat durante o verão, uma operação especial foi montada entre o dia 22 de dezembro e 4 de janeiro. Oito embarcações serão disponibilizadas para a operação plena, quando mais de 323 mil passageiros e 54 mil veículos devem realizar a travessia entre Salvador e Itaparica, nos dois sentidos. Para oferecer mais comodidade aos passageiros foram disponibilizados 600 horários extras no sistema hora marcada, além dos horários disponibilizados regularmente. Em dias com maior movimento, a operação acontece em sistema ‘bate e volta’, e durante a madrugada (24 horas). A Agerba (Agência de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia) realizou e fiscalizou as melhorias no sistema Ferry Boat durante ano. Os dois terminais, de São Joaquim e Bom Despacho, passaram por reforma de rampas, salões de embarque, banheiros, além de obras nas pistas de acesso e praças de cobrança. Os pedestres contam com novos totens de autoatendimento para recarga do Ferry Card. As máquinas foram instaladas, em fase de teste, no terminal de São Joaquim, onde também é possível realizar consulta de carga e extrato do Ferry Card. Este cartão recarregável permite o acesso do usuário em qualquer dia, horário e categoria do serviço, desde que haja disponibilidade de vaga ofertada pelo sistema.

BE: Quais os investimentos em estradas previstos para 2017 na Bahia?

MC: Na proposta orçamentária para 2017 está previsto um investimento de R$ 700 milhões para as ações de infraestrutura e transportes.

 


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3565 - 2888