COLUNISTAS
 

ADARY OLIVEIRA - MAIS UM GOLPE CONTRA O NORDESTE
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA - REPIQUE DE ALTA
ARMANDO AVENA - O MINISTRO DA FAZENDA EM SALVADOR


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


PRESIDENTE DO SEBRAE - GUILHERME AFIF DOMINGOS


SEU INVESTIMENTO
 


BITCOIN VOLTA A QUEBRAR RECORDE E ACUMULA VALORIZAÇÃO DE 1000% EM 12 MESES




FRASE DO DIA
 


“Eu sou o PRC – Partido de Rui Costa. Minha bandeira é a bandeira do governador. Se o partido que faço parte aderir o projeto antagônico, devo sair e procurar outra sigla”

Zé Trindade (PSL)
Vereador 









ARTIGO
 
16/10/2017 08:31
JOSÉ MACIEL - AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL GANHA ADESÕES E ESPAÇOS

 



Boa parte dos analistas sustenta que o Brasil tem uma legislação ambiental avançada no plano internacional. No caso do Código Florestal, tal diploma é considerado como referência na preservação ambiental  e como um bom suporte  de modelos de produção agropecuária sustentável.
 
Ultimamente, a sustentabilidade ambiental e o agronegócio nacional têm ganho adesões importantes defensoras de um padrão produtivo menos agressor do meio ambiente. Vejamos sucintamente alguns exemplos.
 
Recentemente, o ex-Ministro Joaquim, atual diretor do Banco Mundial, valorizou algumas virtudes do nosso Código Florestal ,destacando, por exemplo, a possibilidade de criação de um mercado  que possa dar conta do equacionamento de passivos ambientais, no qual produtores com excedentes de Reserva Legal possam compensar os  produtores rurais  com deficits da referida reserva , desde que ambos estejam no mesmo bioma.Tal dispositivo  ainda está pendente de regulamentação. Levy disse ainda que os produtores  que adotarem padrões de produção sustentável poderão ter ganhos em matéria  de preços de seus produtos nos mercados.

Por outro lado , é fato  que o ator  Marcos Palmeira produz produtos orgânicos no interior do Rio de Janeiro  e também  vende no mercado a oferta de outros fornecedores, além de adotar práticas sustentáveis em sua fazenda Cabana da Ponte, em Itororó (BA),  conhecida pela produção de vanguarda de bovinos e bubalinos no interior baiano, tendo conseguido certificação importante no período recente.Numa trilha similar, temos a Fazenda da Toca, do empresário Pedro Paulo Diniz, que incluiu no seu negócio a presença de sistemas agroflorestais e a produção de milho, frutas,  ovos  e criação de aves, abraçando sustentabilidade. Eles não estão isolados e a ideia que vem crescendo se apoia  na criação de negócios que dão lucro, mas também geram impactos sociais e ambientais positivos (ver ISTO É DINHEIRO, de 20  de setembro último).
 
Em matéria de 28 do mês passado, a revista EXAME mostra, no âmbito do EXAME FORUM AGRONEGÓCIO, experiências de startups no Brasil com foco em tecnologias digitais , muitas das quais voltadas para a produção sustentável  na área rural, monitorando  propriedades rurais, produzindo  inimigos naturais para controle biológico de pragas (reduzindo a aplicação de defensivos químicos), identificando fornecedores que ocupam áreas legais e não agridem o meio ambiente, dentre outros objetivos.

Em suma, estamos diante de movimentos crescentes de empresários e produtores rurais que valorizam a produção agropecuária sustentável.

 
 
 

 José Maciel
 Consultor Legislativo e doutor em Economia pela USP. 
E-mail:  jose.macielsantos@hotmail.com


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3565 - 2888