COLUNISTAS
 

ARMANDO AVENA - BAHIA: DE ELEIÇÃO E ELEITORES
MILTON CEDRAZ - QUE PAÍS QUEREMOS?
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA - TENDÊNCIA MANTIDA


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


RICARDO ALBAN- PRESIDENTE DA FIEB-BA


SEU INVESTIMENTO
 


MAIORIA DOS BRASILEIROS QUE TEM CHEQUE ESPECIAL DESCONHECE AS TAXAS DE JUROS




FRASE DO DIA
 


"Aqui está a essência do que me fez entrar para a política, do que eu aprendi em casa: só a educação transforma" 

Rui Costa(PT)
Governador da Bahia, em discurso no lançamento do projeto Escolas Culturais em Itabuna









ARTIGO
 
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - RUMO A MÁXIMA



Tivemos uma semana de forte alta para a bolsa brasileira, foram cinco pregões de valorização que levaram o Ibovespa a terminar o período com ganhos de +5%, melhor desempenho semanal desde abril de 2016.
 
No Brasil, a aprovação da reforma trabalhista, a condenação do ex-presidente Lula e a vitória parcial do Presidente Temer na Comissão de Constituição e Justiça elevaram o humor do mercado. Vale destacar também, que o Congresso aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias mantendo a meta fiscal proposta pela Governo com déficit primário de R$ 131,3 bilhões. No cenário corporativo, o Conselho de Administração da Petrobras aprovou o IPO da BR Distribuidora, ajudando a levar as ações preferenciais da companhia (Petr4)  a uma valorização semanal de +9,39%.
 
Nos EUA, os dados de inflação mostraram que a inflação subiu 1,6% em junho, ainda abaixo da meta de 2%, o cenário parece estar dentro do previsto pelo Banco Central que deve continuar sua política de elevação dos juros até o final do ano.
 
Na semana que se inicia, teremos reunião do Banco Central Europeu, a expectativa do mercado é que a Autoridade Monetária reduza os estímulos a economia. No Brasil, teremos a divulgação de dados de inflação, espera-se uma nova queda no Ipca-15, mas os acontecimentos políticos devem continuar em destaque, com a possível delação de Eduardo Cunha. Na China, será divulgado o Pib do primeiro semestre do ano, os analistas esperam um avanço de 6,8%.
 
 
 

 

 
 

Momento do Mercado
 
 
Durante a semana os preços venceram com força a resistência dos 63,4 mil pontos, levando o Ibovespa a um novo rali de alta.
 
O objetivo do rali de alta está nos 69 mil pontos.
 
Caso os 64 mil pontos seja perdido o rali de alta será anulado.
 
 
Bons Investimentos,
 
Lucas Leal
lucas@officeinvestimentos.com.br
 
 


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960