COLUNISTAS
 

ARMANDO AVENA - A ECONOMIA DO FORRÓ
ADARY OLIVEIRA - A PETROQUÍMICA E A ATRAÇÃO DE NOVOS INVESTIMENTOS
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - MAIS DO MESMO


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


CEZAR LEITE - VEREADOR PELO PSDB


SEU INVESTIMENTO
 


VAI VIAJAR DE ÚLTIMA HORA? VEJA COMO ECONOMIZAR NAS FÉRIAS DE JULHO




FRASE DO DIA
 


"Não me canso de falar. O Brasil está nos trilhos, no caminho da responsabilidade e na rota da recuperação [...] Não há plano B. Há que seguir adiante. Nada nos destruirá, nem a mim, nem aos nossos ministros"

Michel Temer
Presidente do Brasil









ARTIGO
 
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - MAIS DO MESMO


Tivemos a terceira semana seguida de queda para a bolsa brasileira, a falta de segurança política tem afastado os investidores do mercado acionário, levando o Ibovespa a terminar o período em desvalorização de  -0,94%.
 
No Brasil, o mercado continua em compasso de espera, apesar do Governo Temer está articulando apoio, os investidores estão especulando que novas denuncias podem prejudicar, ainda mais, a governabilidade. O risco que ele não consiga terminar o mandato é alto e essa incerteza já está refletindo nos preços. Só uma reviravolta muito grande pode fazer com que ele volte a ganhar credibilidade. Como antecipamos, estamos no pior cenário, onde o Governo fraco vai se rastejando para manter-se no poder, essa atitude só prejudica a economia e dificulta a recuperação da atividade.
 
Na Europa, um novo acordo com a Grécia, que recebeu um crédito de $ 8,5 bilhões de euros aliviou ainda mais as preocupações na Zona do Euro. Nos Eua, o Banco Central cumpriu as expectativas e subiu o juros em 0,25%, elevando o intervalo de variação da faixa para (1% a 1,25%), no comunicado divulgado após o encontro, a Autoridade Monetária declarou estar satisfeita com o ritmo da atividade. Enfim, o cenário externo continua bem positivo, o que está prejudicando o nosso mercado são os conflitos internos.
 
Na semana que se inicia, o mercado está a espera do impacto das novas denúncias contra o presidente Temer. No cenário econômico, os investidores devem estar atentos aos dados da inflação.


 

 

 

 
 
 
 
 
 
Momento do Mercado

 
 Durante a semana, mais do mesmo, o Ibovespa manteve-se na acumulação lateral identificada no Panorama Anterior, o suporte permanece nos 61,6 e resistência nos 64 mil (ver retângulo em destaque no gráfico).
 
Caso os 61,6 mil pontos seja perdido, a tendência de baixa terá como primeiro objetivo os 60,3 mil pontos.
 
Caso a resistência dos 64 mil pontos seja vencia, uma tendência de alta será formada com objetivo nos 68 mil pontos.
 
Bons Investimentos,
 

Lucas Leal
 
lucas@officeinvestimentos.com.br


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960, Tel - 3565 - 2888